Seguidores

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Dia Internacional do Rock and Roll




"Não dura até Junho!"
Revista Variety de 1955 sobre o Rock and Roll



          ‎No dia 13 de julho de 1985, o rock mudou a história da humanidade: legado Live Aid é impossível de ser medido. Virou sinônimo de festival de rock, de solidariedade e mobilização. E daí surgiu o Dia do Rock. vejam na integra:

          Em 13 de julho de 1985 Bob Geldof, vocalista da banda Boomtown Rats, organizou o show de rock mundialmente conhecido, o Live Aid, que teve a participação de artistas lendários do pop music e do rock mundial reunidos por uma causa comum: arrecadar fundos para combater a fome e a pobreza no continente africano, especialmente motivado pelo drama vivido pela Etiópia.

Foram realizados dois shows, um no já lendário Wembley Stadium de Londres, na Inglaterra (veja foto ao lado) e o outro no JFK Stadium na Filadélfia, nos EUA.

O evento Live Aid conseguiu em 16 horas de show acumular cerca de US$ 100 milhões, totalmente destinados ao povo da África. 

Falando um pouco da História




          Surgido em meados dos anos 50 nos EUA, o Rock n Roll tem suas raízes na música negra americana, em especial no Blues. O ritmo quebrava totalmente qualquer conceito musical até então existente. Rotulado pelos mais conservadores de “música do diabo”, o rock precisou que um jovem branco, de voz potente e cheio de suingue o tirasse dos guetos. Elvis Presley, considerado por muitos como o Rei do Rock, tornou esse estilo irresistível para gerações inteiras.
Afinal o que significa Rock and Roll?
Rock = (sacudir, perturbar ou incitar)

Roll = (metáfora medieval que significava ter relações sexuais.)

Rocking = (Foi utilizado por cantores gospel como êxtase espiritual.)
          O DJ Alan Freed começou a tocar R&B para uma audiência multi-racial, e é creditado como o primeiro a utilizar a expressão 'rock and roll' para descrever a música. Assim a palavra rock teve uma longa história no idioma inglês como uma metáfora para to shake up, to disturb or to incite (sacudir, perturbar ou incitar). Em 1937, Chick Webb e Ella Fitzgerald gravaram "Rock It for Me", que incluía na letra o verso So won't you satisfy my soul with the rock and roll. (Então, você não vai satisfazer a minha alma com o rock and roll.). Pela década de 1940, no entanto, o termo foi usado como um duplo sentido, referindo-se pretensamente a dançar e ao ato sexual, como em "Good Rocking Tonight"(1947), de Roy Brown - antes de ser adotada como nome do novo estilo musical, que surgiu nos anos 50, com Bill Halley e Elvis Presley, e consistia basicamente na fusão desses ritmos negros com a música country. Esse batismo costuma ser atribuído ao disc-jóquei americano Alan Freed (1922-1965), cujo programa de rádio foi um dos principais responsáveis pela popularização da nova onda, altamente dançante, que logo contagiou toda a juventude do país e do mundo.

          Nos anos 60, foi à vez de um grupo inglês estourar no mundo inteiro. Os Beatles, um quarteto de rapazes de Liverpool, enlouqueceram plateias nos cinco continentes. Nesta década também o rock passou a ter uma atitude mais politizada e contestadora. Surge à contracultura, e seu auge é o Festival de Woodstock, nos EUA. Nessa época destacam-se também os Rolling Stones (que continuam na ativa até hoje), The Doors, Jimi Hendrix entre outros.



          Nos anos 70, o rock já atinge um público cada vez maior. Passa a ser mais popular, é a cultura de massas atuando sobre a música. Surgem vertentes como o progressivo e o punk rock.  Surgem bandas legendárias, que lotam estádios em seus shows, como Black Sabbath, Led Zeppelin, Pink Floyd, Yes, Genesis, Kiss.



          Os anos 80 são marcados por uma diversificação gradativa do rock. Embora muitas bandas desta época cultivarem um forte apelo contestador, muitos críticos lamentam a descontinuidade do puro rock n roll. É a vez do Pop Rock e da New Wave fazerem sucesso ao ritmo do The Cure, New Order, Bon Jovi, Talking Heads, The Clash, e The Police. No Brasil surgem bandas que fazem sucesso até hoje, como os Paralamas do Sucesso, Capital Inicial e Ira!.



         Seattle, anos 90. Esta cidade americana é berço de um rock mais cru, desleixado e visceral, batizado de Grunge. Uma banda em especial faz o mundo reviver a magia e o veneno da “música do diabo”: Nirvana. Mas foi por pouco tempo. Kurt suicidou-se aos 27 anos, mesma idade em que morreram Jimi Hendrix e Jim Morrison. Outras bandas marcantes foram o Pearl Jam e o Guns n Roses.



          Atualmente o rock convive com muitos estilos e influências. Houve fusão com praticamente todos os ritmos existentes, até mesmo com o samba, ao suingue de Jorge Bem. E muitos outros instrumentos musicais se juntaram às guitarras, baixos e baterias. Elementos eletrônicos também são muito utilizadas, e várias releituras são feitas, mas as características que identificam o rock são eternas. Temos como exemplo bandas nos anos 2000 que se destacaram do metal ao emo, como Coldplay, Franz Ferdinand, LCD Soundsystem, Panic! At the Disco, Queens of the Stone Age, Wilco, The Strokes, System of a Down, The White Stripes.



         Obviamente faltaram muitos generos musicais e fases da historia do rock como o Psicodelia e o pós-punk que não foi mencionado aqui, entre outros. Lembrando que é apenas uma homenagem, na qual eu (como todos os amantes e fãs do Rock) decidir fazer esse poste. Citações acima foram retiradas de paginas de internet como o Wikipedia e outros sites, e que esse texto sirva para indagar mais e mais você sobre "O dia Internacional do Rock and Roll" e a "Historia do Rock an Roll"



Sugestões
FILME 

ROCK STAR


Sinopse:

           Em meio aos anos 80, Chris Coles (Mark Wahlberg) trabalha como vendedor em uma loja ao mesmo tempo em que é vocalista de uma banda cover de seu grupo de heavy metal predileto, o Steel Dragons. Até que sua vida muda por completo quando o vocalista da banda deixa o grupo e os demais integrantes o convidam para substituí-lo.

Sites:


Humor
ORACAO DO ROCK

Rock nosso que estais na veia
Muito escutado seja vosso solo
Venha a nós o riff inteiro 
Seja feito barulho a vontade 
Assim em casa como nos shows 
Musica boa de cada dia nos daí hoje 
Perdoai nossas loucuras 
Assim como perdoamos os pagodeiros e sertanejos
Com aquelas músicas horrívei
Não nos deixeis cair em funk carioca 
E livrai-nos do axé 

AMÉM
Fernanda Cristine Cunha

Frases:

“Hey Ho, Let's Go” Ramones

''Eu não sou rei. Cristo é o Rei. Eu sou apenas um cantor'' Elvis Presley

'' Antes de Elvis, não havia nada'' John Lennon
''A arte de ser louco é jamais cometer a loucura de ser um sujeito normal'' Raul Seixas
“Se começarmos a meter intelectualismo no rock, ele vai se tornar uma ***** intelectualizada. Se quisermos um verdadeiro Rock and Roll, ele continuará a ser uma música simples.”  John Lennon 

"A mente é como um pára-quedas. Só funciona se abrí-lo."
Frank Zappa
"O Rock N' Roll é a marcha marcial de todos os delinquentes juvenis sobre a face da terra."
Frank Sinatra

"Um veículo anti-religião."
Papa Bento XVI
"Eu já vi Deus quando tomei ácido e posso garantir: o cara é bem mais forte que eu."
Lemmy Kilmister, Motörhead

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Epitáfio




O texto abaixo é de um senhor de 85 anos. O autor é desconhecido. Alguns dizem que a autoria é do escritor argentino Jorge Luís Borges, e outros, dizem que foi escrito pela americana Nadine Star. Enfim, independente da autoria, ele nos faz refletir sobre o que realmente vale a pena na vida...


"Se eu pudesse novamente viver a minha vida, 
na próxima trataria de cometer mais erros. 
Não tentaria ser tão perfeito, 
relaxaria mais, seria mais tolo do que tenho sido. 
Na verdade, bem poucas coisas levaria a sério. 
Seria menos higiênico. Correria mais riscos, 
viajaria mais, contemplaria mais entardeceres, 
subiria mais montanhas, nadaria mais rios. 
Iria a mais lugares onde nunca fui, 
tomaria mais sorvetes e menos lentilha, 
teria mais problemas reais e menos problemas imaginários. 
Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata 
e profundamente cada minuto de sua vida; 
claro que tive momentos de alegria. 
Mas se eu pudesse voltar a viver trataria somente 
de ter bons momentos. 
Porque se não sabem, disso é feita a vida, só de momentos; 
não percam o agora. 
Eu era um daqueles que nunca ia 
a parte alguma sem um termômetro, 
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas e, 
se voltasse a viver, viajaria mais leve. 
Se eu pudesse voltar a viver, 
começaria a andar descalço no começo da primavera 
e continuaria assim até o fim do outono. 
Daria mais voltas na minha rua, 
contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças, 
se tivesse outra vez uma vida pela frente. 
Mas, já viram, tenho 85 anos e estou morrendo"


Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo