Seguidores

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Meus momentos






Quando sou mãe... emoção

Quando sou filha... carência

Quando sou profissional... emergência

Quando sou amiga... presença

Quando sou mulher... solidão


Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A bela e a fera

domingo, 27 de setembro de 2009

A roupa da festa


Uma das coisas mais chatas é escolher uma roupa pra um evento. Formal, esportiva ou despojada, todos temos um estilo próprio, mas em respeito aos organizadores da festa lá vamos nós enfiados em vestimentas que nem sempre nos agradam. Pior é que com a indumentária vêm os acessórios, brincos, meias, sapatos e bolsas, eu quase desencarno  quando tenho que participar de algo, isso não quer dizer que não goste de me vestir bem, ou ser uma mulher elegante, mas o formalismo tira a nossa naturalidade, ficamos como bonecos quase sem movimentos tal o mal estar com tais roupas. Dou suspiro dobrado quando sou convidada pra ser madrinha de casamento, eventos outros enfim que exijam essa rigidez nos costumes, alguns homens também sofrem com isso, fraque ou o paletó quando não é uma vestimenta do cotidiano se torna uma tortura, a gravata então nem se fala. Mas em nome dos bons costumes e das regras de etiqueta lá vamos nós engalanados, nem sempre satisfeitos, mas representando bem nosso papel nos palcos da vida.




Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Atento a segurança



É revoltante a irresponsabilidade de alguns indivíduos no que tange os cuidados com a segurança das pessoas que convivem ao seu redor. Porque falo isso? Por causa do desleixo de um morador do prédio onde moro que são dois apartamentos por andar, o mesmo ao trazer suas compras no dia anterior, não teve o cuidado de limpar a escada de acesso aos apartamentos, conclusão, na manhã de hoje ao me dirigir ao trabalho, fui vitima de um pequeno acidente, a escada estava escorregadia por causa de algo que vazou das compras do tal sujeito, rolei degraus abaixo e que poderia ter me causado problemas mais graves, mas, felizmente só me custou nove pontos na boca e alguns hematomas na costa, perdi meu dia de serviço e várias outras atividades, tive que deslocar um filho que mora longe pra me fazer companhia, e tudo isso poderia ser evitado, se o meu vizinho tivesse a sensatez de saber que uma escada por onde se transita várias vezes ao dia, inclusive a família dele, deve ser mantida limpa. Ainda na semana passada, tive o desprazer de ver um gari com as mãos cortadas porque um imbecil como esse meu vizinho acima citado, jogou seu lixo sem os devidos cuidados com garrafas e cacos de vidros. São atitudes mínimas, mas que no nosso cotidiano devemos estar atentos para que descuidos como esses não venham causar estrago na vida de alguém.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Pra você

Vem



Vem ficar comigo
Deita aqui do meu lado
Quero um cafuné....me de um cheiro na nuca?
Quero afagar seus cabelos
E ficar assim encostadinha, quietinha
Sentindo o teu coração bater
Vamos se enroscar amar...amar e amar
Meu suor misturado ao teu
Confundindo nossos cheiros e sentidos
Vem não recuses meu convite
Larga tudo e vem
Prometo arranhar tuas costas bem devagarzinho
E te fazer delirar querendo mais muito mais
Então vem!!!




Elsy Myrian Pantoja
Imagens Pesquisa Google

sábado, 19 de setembro de 2009

Tua ausencia

Momentos felizes deveriam ter um arquivo, quando a  saudade insuportável nos incomodasse iríamos lá e buscaríamos as pessoas e o que vivenciamos de bom com elas, principalmente quando a solidão e o sentimento de ausencia vem com força




Elsy Myrian

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Sem falsos pudores


Nós os poetas e escritores escrevemos de tudo que a inspiração nos prouver, alguns se identificam com as crônicas, outros com os poemas enfim, nossos temas são variados, mas há um que vez ou outra causa celeumas, e até ataque de leitores puritanos, são os poemas sensuais, onde delicadamente colocamos nossos sentimentos de forma lírica e sem nem uma conotação vulgar. O poeta o autor usa símbolos, metáforas sem que isso seja entendido como duplo sentido. A sensualidade sempre esteve presente nos mundo das artes desde os primórdios de nossa existência, na própria Bíblia há os famosos Cantares de Salomão, onde o mesmo exalta a sexualidade feminina de forma linda e perfeita usando dos mesmo artifícios que usamos hoje, as metáforas e o simbolismo.

O Romântico fala de amores com doçura e paixão e o sexo é o fruto desse amor sem o qual não podemos viver, amor e sexo equilibram a alma.
Decamerão na idade média humanizou o amor que até então era puramente espiritual, e outros autores têm belíssimas obras sobre o tema, afinal o amor, o desejo é pra ser vivenciado, pleno, amplo e sem falsos pudores, e a sexualidade faz parte, ela complementa uma grande paixão e solidifica um grande amor. Portanto não entendo como algumas pessoas ainda se escandalizam com obras eróticas fazendo criticas ferozes e classificando nossos versos como devassos e depravados. Ora, se não gosta!!!Não leia, respeite o trabalho do autor, procure ler mais, busque o conhecimento, amplie suas idéias, acredito que a podridão não está aqui onde deixamos pedacinhos de nossas almas apaixonadas, a feiúra esta lá fora nas ruas, nas mazelas da nossa sociedade, da nossa política. Quer ver depravação? Você que se escandaliza com a beleza de nossos poemas e textos, veja a novela da vida real, os telejornais e algumas letras de musicas que sem nem um critério estão na mídia fazendo sucesso e nem por isso temos o direito de depreciar, pois vivemos em um país onde a liberdade de expressão é a palavra de ordem. Um poema sensual liga a realidade e os sonhos, quem não gostar de amar e ser amado??

Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

A Amizade tem sintonia



A amizade tem sintonia,
no amor, no carinho, no amigo,
no estender das mãos que nos ampara…
Um ombro onde podemos chorar,
de tristeza ou de alegria.
Um abraço que nos aperta,
nos conforta e junta nossos corações
Um sorriso que nos ilumina,
num mundo que não termina!...
Um olhar de grande pureza,
que nos mostra o amor em toda a sua beleza…
Uma Estrela que nos guia,
o luar que nos ensina amar,
o Sonho que nos ajuda a sonhar,
na noite escura da nossa vida.
É o dia que nos dá a luz divina,
e o cantar do passarinho,
numa linda melodia…
É o sol que nos aquece,
no Céu azul todo o dia…
No poder do sentimento de amor,
a amizade tem sintonia,
nos guarda e nos protege da dor
E nos ama com ALEGRIA!...

Esse poema de A.D. dedico a minha irmã de alma em gratidão pelos bons momentos que vivemos por anos e que sei ainda vamos viver . Essa imagem foi presente seu lembra?????

Elsy Myrian Pantoja

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Alma Brasileira

Asas Libertas



Os pássaros têm asas, e por isso voam.
Sejamos como eles.
Voem além de sua imaginação.
Criem asas.
Faça acontecer e você verá que a importância das aves em nossa vida
È nos ensinar que...
Supostamente como seres racionais
Também podemos alçar vôos.
Voem livre através do sempre!
O sempre e o tempo
O tempo chamado vida!

Markus Falcao(ave insana)
imagem google

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Homenagem a Patrick Swayze

Depois de lutar bravamente contra um câncer no pâncreas por mais de um ano, Patrick Swayze não resistiu e morreu nesta segunda-feira (14), em sua casa, ao lado a família, em um rancho no Novo México, nos Estados Unidos. O ator, que tinha 57 anos, passou por um duro processo de quimioterapia, mas a doença venceu o tratamento.

"Patrick Swayze nos deixou pacificamente com sua família ao seu lado, depois de enfrentar os desafios de sua doença nos últimos 20 meses", informava o comunicado divulgado pela relações públicas do ator, Annett Wolf. Nenhum outro detalhe foi dado.

Ultimamente, o astro de Hollywood era flagrado nas ruas cada vez mais magro, o que assustava seus fãs e a imprensa. Mesmo com o visual abalado, Swayze continuou vivendo sua vida, trabalhando e não deixou o vício do cigarro de lado.

Mesmo doente, montou um livro de memórias com a esposa, Lisa Niemi, de 32 anos. A publicação leva o nome de "One Last Dance" ("A Última Dança"). O livro deve ser lançado ainda este ano.

O autor de uma biografia não-autorizada, Wendy Leigh, fez questão de relembrar da garra de Swayze na hora que decidiu que não pararia de trabalhar e daria continuidade a sua participação na série de TV norte-americana "The Beast".

"A ética profissional dele era tanta que, mesmo sentindo uma dor terrível durante as filmagens, ele tirou apenas um dia de folga e se recusou a tomar analgésicos", afirma o autor da biografia, Wendy Leigh.

No livro, um dos responsáveis por "The Beast" lembra como Swayze disse aos produtores que tinha "péssimas notícias", mas que iria continuar com a série.

"Ele disse: 'Estou em ótimas condições. Sou um cowboy. Sou um dançarino. Vou superar isso'", conta o produtor Jamie Erlicht em um trecho do livro.

Já em plena luta contra a doença, Swayze afirmou em uma entrevista para Barbara Walters que "estava passando pelo inferno".

Dançarino

A fama veio em 1987, quando fez "Dirty Dancing". No clássico filme, o ator interpretou um professor de dança que se envolve com uma de suas alunas. Em 1990, a notoriedade se consolidou com o sucesso "Ghost, Do Outro Lado da Vida", em que fazia par romântico com Demi Moore.

Filho de um engenheiro e uma dançarina, Swayze era um assumido apaixonado por balé. No início da carreira, ele estudou em uma das mais importantes companhias de dança de Nova York, chegando a ser convidado a atuar com o grande ícone do balé, Mikhail Braryshnikov. Mas, por conta de lesões na perna, decorrentes da época em que jogou futebol, a carreira de dançarino não vingou.

Swayze escolheu, então, seguir a carreira de ator. O ator fez parte de diversos espetáculos da Broadway e a estreia nas telonas foi em 1979, com o filme "Skatetown". Com um currículo invejável, o moço foi eleito uma das personalidades mais intrigantes em 1990 e o Homem Mais Sexy do Ano de 1991, segundo a revista "People".

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Medo

Sinto frio, arrepios ...medos
Quando penso em perder você
Você meu ar, meu tudo
Busco em ti emoçoes jamais sentidas
Meu ego meu bem querer
Meu sol de primavera
Que aquece meu coração
Nas noites frias de inverno
Quanta saudade sinto de tua presença.
penso em ti e meus olhos se tornam úmidos
numa cascata de emoção
Ah! arrepios sinto medos e tensão
De perder você
Mas a vida é breve
viver em seus braços
e sonhar e amar você.
Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisas google

domingo, 13 de setembro de 2009

Caminhos


Meu amor caminha como se estivesse ouvindo uma música inaudível. Inaudível apenas para ouvidos que não sabem ouvir a música do "universo ao nosso redor". Meu amor é o próprio Eros, com suas asas, voa soltando flechas em meu coração cheio de buracos. Meu amor caminha gingando como se sambasse um samba ancestral. Meu amor é caminheiro, andarilho, viajante, marinheiro...quando caminha seus olhos centram a linha do horizonte, mas ele tem o dom de não esquecer o que lhe rodeia: uma pequena flor, uma pena de pavão solta no chão, uma borboleta de asa ferida, perdida na estrada...

Meu amor, bem que podia ficar mais ao meu redor e ser menos caminheiro...
Mas, meu amor não sabe ficar, ele sempre parte, pois o horizonte é seu limite...
Mas bem que eu podia ser seu porto...acho que não, o horizonte também é meu limite. Temos asas. E qual o destino das asas, senão voar?

Quero um vôo pleno!

Imagem google
(Extraido do blog trancelimpoetico)

sábado, 12 de setembro de 2009

Quero ir ao baile

Sábado a noite
Dia de moça bonita ir ao baile
Eu gostaria de ir
Mas sozinha, onde está meu par?


elsy myrian pantoja
Imagem disponibilizada na internet

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

E o povão sofre


Ônibus lotado, preço nas alturas e horas longas e intermináveis horas de espera. É assim que se encontra o transporte público no Brasil, serviço esse de baixa qualidade, inseguro e que jamais mereceu com raras exceções uma avaliação positiva de seus usuários. A classe trabalhadora é a mais prejudicada, acordam cedo e levam até duas horas para chegar ao seu destino, isso sem contar com a nova modalidade de protesto insano de tocar fogo nos ônibus. A principal razão dessa balburdia pura e simplesmente, é a falta de um planejamento e controle por parte dos nossos governantes na área municipal, já que os mesmo são os responsáveis por sua implantação, assim como a total falta de visão estratégica adotada pela empresas que exploram os ditos serviços. São tantas as deficiências, a população fica a mercê das mais inusitadas situações como greves longas, aumentos inesperados de tarifas com o objetivo de atender tão somente o interesse dos gananciosos empresários do setor. É gritante o despreparo dos motoristas e cobradores, os pontos ou terminais sem nem um conforto ou proteção, poucos veículos disponíveis, ocasionando superlotação nos horários de pico e ainda o descumprimento dos horários isso com muita freqüência, bem eu teria que desfiar um rosário enorme de outros problemas enfrentados pelos usuários e o pior deles o monopólio das empresas que exploram o setor de transporte da cidade. A falta de concorrente leva o empresário a fazer e acontecer, o descumprimento da lei quanto à convocação de licitações em caráter de urgência para soluções paliativas, agrava mais ainda o caos urbano e a vida de quem depende desse tipo de transporte.
A qualidade do transito depende e muito da melhoria do transporte urbano evitando a utilização de mais carros nas ruas aumentando mais ainda a poluição e engarrafamentos. Lamentável mas essa é a realidade nua crua, mais uma vez o povo fica em desvantagem e mal assistido em suas necessidades, conclusão, estresse alto e um dia improdutivo pra quem precisa de até 4 horas dentro de um coletivo lotado.
Elsy Myrian Pantoja
Imagem disponibilizada na internet

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

A sensibilidade dos pássaros

Tenho vários amigos, que apreciam aves e pássaros, como também tenho os que gostam de cães e gatos, os animais domésticos ou não muitas vezes chegam a ser superiores a nós seres ditos racionais, haja vista as últimas notas na imprensa, mães que matam suas crias, médicos que violentam seus pacientes, políticos que matam uma nação inteira de desgosto e vergonha, por exemplo, o Sarney e sua quadrilha. Mas voltando as aves, ultimamente um amigo querido me colocou um apelido carinhoso, ararinha, isso depois de me ver cantar num fim de tarde de sexta-feira tomando um chopp gelado. Em nossos diálogos ficamos comparando as aves com os homens, ele me diz então que as aves têm visão privilegiada enxergam de cima bem acima de tudo, planam nas alturas, são como anjos, vêem alem dos olhos humanos que não alcançam ou não conseguem captar a beleza e a simplicidade da vida e ressalta, os animais só matam pra comer, amam e como amam, embelezam o cenário da natureza ao contrário do homem que emporcalha e destroi o ambiente em que vive , fico extasiada com o carinho e percepção que ele tem pelos seres alados. Estou aprendendo muito, gosto de vê-los na natureza, pois como diz o meu amigo acima citado, pássaro na gaiola não canta lamenta.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem disponibilizada na internet

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Amor de almas


"O verdadeiro amor de Almas se revela

Quando doam-se em mútuo consentimento
Não há cobrança nem arrependimento
E amar o outro independente do afastamento
A imagem do Amor não sai do pensamento"


(A.D)

O que significa ser amante?


É mais do que apenas estar casado ou estar fazendo amor com alguém. Milhões de pessoas estão casadas, milhões de pessoas fazem sexo - mas poucos são amantes verdadeiros. Para ser um amante verdadeiro, você deve criar e participar de uma dança perpétua de intimidade com sua parceira. Você é um amante, quando aprecia o presente que sua parceira é, e celebra aquele presente a cada dia. Você é um amante, quando lembra-se de que sua parceira não lhe pertence. Você é um amante, quando sabe que nada do que acontece entre vocês pode ser insignificante, que tudo o que você diz no relacionamento tem o potencial de causar alegria ou tristeza na pessoa amada, e que tudo o que você fizer poderá fortalecer sua ligação ou enfraquecê-la. Você é um amante, quando entende tudo isto, e assim acorda a cada manhã cheio de gratidão por você ter outro dia para amar e curtir sua parceira. Quando existe uma amante em sua vida, você está abençoado. Foi lhe dado o presente que é uma outra pessoa que escolheu andar ao seu lado. Ela compartilhará seus dias e suas noites, sua cama e suas aflições. Sua amante verá partes secretas de você que ninguém mais vê. Ela tocará pontos de seu corpo que ninguém toca. Sua amante lhe encontrará onde estiver escondido e criará um refúgio para você com braços seguros e amorosos. Sua amante lhe oferece uma abundância de milagres a cada dia. Tem o poder de encantá-lo com seu sorriso, sua voz, o cheiro de seu pescoço, a forma como anda. Tem o poder de banir sua solidão. Tem o poder de transformar a rotina em sublime momento. É sua entrada no céu aqui na terra.

(Barbara De Angelis)
Imagem do google

domingo, 6 de setembro de 2009

Jardim de acácias





Já faz tempo que não vejo o teu olhar

Teu beijo nem lembro o paladar

Tuas palavras ecoam na minha alma, faz a saudade chegar

Tenho andado meio assim

Sentindo você em mim

Cresci, não cabe mais você no meu fim

Outros beijos, outros amores

Donos de mim, senhores

Jardim de acácias não existe mais

São flores feias de um mundo fugaz

Mas tenho paz

De mim nada terá mais

Segue teu rumo,já nem se lembra mais

De todos os planos, meros enganos

Sem dor, sem tristeza

Só a certeza: o passado deixamos para trás


Céu Elsyane


Imagens banco de dados Google

sábado, 5 de setembro de 2009

Pontas soltas


Como sombras a vagar por sentimentos confusos


Não pensar, ficar parada ou reagir


Laços e amarras com pontas soltas


Um pouco do que foi e o muito que ainda pode ser


Quem sabe ainda em algum momento no tempo

Que não sei precisamente onde.

Elsy Myrian Pantoja 
Imagem pesquisa Google

Sons de aflição

Ecoam lamentou roucos
No calabouço do coração
Encharcando meus ais de agonia
A chuva cai impiedosa
Percebo o murmúrio que vem
De um espírito aflito
Que não se prende e nem se liberta
E no balanço dos ventos
A cantilena sonora dolorida
Suplica por uma calma mesmo que breve.



Elsy Myrian Pantoja
Imagem Pesquisa Google

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Conceito de amar

Como definir o prazer de estar com alguem? Não vemos o tempo passar, não há tédio e no nosso espaço tudo cabe, vamos das gargalhadas  ao choro de emoção.
Fazemos nossas próprias piadas e rimos de nós mesmos... As canções ah! Estas são só nossas, não adianta ouvir só ou com outro alguem, pois não tem a mesma energia vibrando. Interessante notar, como nos adaptamos um ao outro, os gostos as preferencias, rock, bolero, reggae, forró tudo pra nós vira festa. Quando estamos juntos, nos bastamos, pois desenvolvemos de uma forma gradativa e muito sutil, uma relação bem resolvida, há o momento do amante, do amigo, do parceiro de trabalho, o conselheiro um do outro e isso tudo bem definido em nosso dialogos. As vezes esquecemos de namorar e ficamos por horas rindo de nossas peraltices, temos até um vocabulário próprio, palavras e termos que só nós entendemos é só nosso. Creio eu ser essa a forma mais ampla de amar alguem, sem pieguices, sem falsas promessas, sem a babação do tipo benzinho, amorzinho. Amar é a atitude que temos um para com o outro, é o respeito, é a liberdade e a confiança mútua, a maturidade nas divergências e ceder nas zangas. Aceitar nossas limitações, erros e acertos. E assim vamos construindo uma relação saudável, terna, alegre, enfim com todos os componentes prazeirosos que fazem nossas horas juntos as mais felizes do dia.
Elsy Myrian Pantoja
Imagem Pesquisa Google

Quanto Tempo....


Quanto tempo precisamos para nos sentirmos satisfeitos pela presença daqueles que amamos?
Quanto tempo será necessário para que se gere aquela sensação de satisfação plena, a agradável sensação de realização...

Há momentos em que apenas alguns minutos bastam para termos a sensação de satisfação. Não é que não preferissimos continuar na companhia daquela pessoa de quem tanto gostamos, mas algo naqueles breves momentos foi suficiente para nos fazer aguentar o resto do dia sem a sua companhia. Outros momentos há em que nem duas, nem três, nem seis horas bastam... Há sempre algo que falta, um ponto inatingível, que nos deixa quanto baste insatisfeitos e na ânsia de mais um pouco, mais um minuto, o mais de qualquer coisa que não conseguimos bem atingir nem sequer identificar. E sentimo-nos assim, insatisfeios, frustados por algo que nos falta mas nem sabemos o quê, algo que não fluiu como precisávamos. Sentimos aquele pequeno vazio que não conseguimos preencher, mas que quase estivemos lá, quase nos encheu de alegria e felicidade. Algo que nos escapa.

Por vezes, damos tanta importância a certos pseudo-pormenores que nem nos apercebemos que somos nós próprios que bloqueamos o espaço vazio, que lhe vedamos o acesso, e assim evitamos que ele possa ser preenchido. Não reparamos que, na ânsia de buscarmos algo que nos falta ou precisamos, nem cuidamos do momento que vivemos, não o vivemos plenamente e harmoniosamente, e dessa forma nunca nos sentiremos satisfeitos pelo breve mas gostoso contacto.

A sofreguidão de conseguirmos um dado sentimento, o anelo que por vezes se apodera de nós, é muitas vezes inimiga da plenitude com que podemos gozar um breve momento, deixa-nos escapar o mais importante, a essência do momento, da pessoa com quem estamos.

Quanto tempo precisamos para nos sentirmos satisfeitos pela presença daqueles que amamos?
Quanto tempo será necessário para que se gere aquela sensação de satisfação plena, a agradável sensação de realização...
...nenhum!

Nem todo o tempo do mundo bastará se não o vivermos plenamente.
Nenhum tempo específico, pois esse tempo é relativo e depende inteiramente de como vivemos a presença de quem amamos. E por vezes, basta aquele olhar de um segundo, aquele pequeno e breve contacto inaudível, para nos sentirmos no auge do contacto mais íntimo, embrenhados na pessoa que nos acompanha, envolvidos no mesmo universo, na mesma partilha, no mesmo corpo...
...no mesmo sentimento.

Algo a analizar!!!!!
Texto na integra do blog citado abaixo de muito boa qualidade
http://chocolatesexoementiras.blogspot.com/
Imagem google

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Pesadelo

Assim perdida no tempo e no espaço minha mente ficou vazia
Em devaneios  meus pensamentos  me impulsionavam a outro lugar.
Onde? Aonde você está.
O vento frio açoitava o meu rosto
Mesmo gelada sentia o calor emanar de seus abraços
sufocando-me em afagos sem fim
Ah quisera agora que o silencio da madrugada, me levasse  pra junto de quem amo
Deixa-me viver estes momentos ternos nos braços
do meu amor.
Ah...Que pesadelo enfim acordei e ao virar-me vi,  ali estava ele num ressonar suave ao meu lado...
senti seu cheiro cheia de desejos
Lindo calmo como uma criança.
Aninha-se em meus braços e ama-me
Meu amor, vida ... minha vida.
Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

Saudades




Um perfume, uma cor, sabores enfim, nossos órgãos sensoriais nos remetem ao nosso passado, trazendo de volta momentos felizes e outros nem tanto. Tenho sentido uma saudade imensa de meu pai esses dias últimos, o cheiro de tabaco do seu cachimbo vem até mim numa tênue lembrança, mas isso não é freqüente, a transição dele foi tranqüila estávamos em paz e bem resolvidos quando ele partiu. A personalidade dele era marcante, passional ao extremo ia da fúria a ternura em segundos, mas seu afeto especial era meu, sou filha única e como tal portadora de seus anseios e preocupações também. Frequentemente divergíamos éramos parecidos demais e em nossas discussões principalmente sobre política ai pegava fogo, eu não cedia ele menos ainda, mas depois vinham os afagos e tudo ficava bem. Eu ansiava pelas minhas férias com intuito de viajar correndo ao encontro dele em Belém do Pará, e ficávamos colados dias inteiros largatixando em nossas redes falando da família dos ancestrais, e nas ultimas vezes que estive lá sofri muito, pois vitima de um derrame ficou com seu intelecto fantástico, bem limitado. Mesmo assim ia ao seu limite físico e mental para me ver feliz, quando eu despertava pela manhã, ele já estava voltando da feira do Ver-o-Peso onde ia comprar as iguarias do meu agrado típicas da região norte sem esquecer o jornal que sempre líamos juntos, hábito este desde minha infância. Eu notava que ele fazia um esforço supremo, mas se sentia feliz ao ver meu sorriso de gratidão. Tenho lembrado muito dele ultimamente talvez porque nunca mais recebi dedicação, desvelos e cuidados de alguém com sinceridade e devoção incondicional. De minha convivência com minha mãe pouparei detalhes foi e ainda é conflituosa. Procuro imaginar como ele agiria ou o que me aconselharia quando a inquietude me aperta o peito e sufoca a alma, sua sabedoria e inteligência, nortearam meus caminhos e através de meus filhos dou continuidade ao que aprendi com seu exemplo de vida, força, amor, honra e coragem.

Elsy Myrian Pantoja

Imagem Pesquisa Google

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo