Seguidores

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O AMOR ENTRE O GIRASSOL E A VIOLETA



Sou sua menina violeta
E você meu menino girassol
Rodopiamos pelos jardins da vida
Até chegar o arrebol
Como duas borboletas
Recém saídas do casulo
Vamos entre flores e sementes
Confirmando em cada beijo
O amor de almas eternamente
Sinta aqui meu coração
Disparando ao ouvir sua voz
Enlaçados por íntimos desejos
Elevando esse sentimento entre nós 

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

AMOR PERFEITO



O destino mais uma vez conspirou ao meu favor, encontrei meu parceiro e meu amor, além de um grande amigo, alguém com quem eu possa desabafar e compartilhar meus temores e dividir as alegrias das conquistas.
Perfeito, pois com ele posso gritar... Pular... Rodopiar e interagir na mesma linguagem.
Estamos construindo uma relação pautada no respeito mutuo e na certeza que seremos felizes.
Recebo a cada amanhecer, poemas encharcados de amor, um afeto tão puro que às vezes até me assusta, tal a intensidade.
Preciso dele ao meu lado, e que haja sincronia em nossos desejos e anseios, preciso do seu abraço, sincero, sem medo de qualquer preconceito, má interpretação ou opiniões injustas. Pois a nossa diferença de idade não nos incomoda nem um pouco pelo contrário só nos aproxima ainda mais.
Eu só quero amar e ser amada e disso tenho certeza que já sou e amo na mesma intensidade.
Por que sinto Deus abençoando esse sentimento tão puro. As estrelas fazem tapete para nossas horas de amor infindo, quando sinto seu corpo aconchegado ao meu em uma urgência avassaladora.  Tenha certeza vida minha, estarei contigo, como sei que comigo estás, entranhado em minha alma e pelo universo vagaremos pela eternidade e não haverá mais separação entre nós.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

sábado, 27 de novembro de 2010

DIA 27 DE NOVEMBRO- DIA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS


A aparição de Nossa Senhora das Graças ocorreu no dia 27 de Novembro de 1830 a Santa Catarina Labouré, irmã de caridade (religiosa de S. Vicente Paulo). A santa encontrava-se em oração na capela do convento, em Paris (rua du Bac), quando a Virgem Santíssima lhe apareceu. Tratava-se de uma "Senhora de mediana estatura, o seu rosto tão belo e formoso... Estava de pé, com um vestido de seda, cor de branco-aurora. Cobria-lhe a cabeça um véu azul, que descia até os pés... As mãos estenderam-se para a terra, enchendo-se de anéis cobertos de pedras preciosas ..." A Santíssima Virgem disse: "Eis o símbolo das graças que derramo sobre todas as pessoas que mas pedem ...". Formou-se então em volta de Nossa Senhora um quadro oval, em que se liam em letras de ouro estas palavras: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós". Nisto voltou-se o quadro e eu vi no reverso a letra M encimada por uma cruz, com um traço na base. Por baixo, os Sagrados Corações de Jesus e Maria - o de Jesus cercado por uma coroa de espinhos e a arder em chamas, e o de Maria também em chamas e atravessado por uma espada, cercado de doze estrelas. Ao mesmo tempo ouvi distintamente a voz da Senhora a dizer-me: "Manda, manda cunhar uma medalha por este modelo. As pessoas que a trouxeram por devoção hão de receber grandes graças".
O Arcebispo de Paris Dom Jacinto Luís de Quélen (1778-1839) aprovou, dois anos depois, em 1832, a medalha pedida por Nossa Senhora; em 1836 exortou todos os fiéis a usarem a medalha e a repetir a oração gravada em torno da Santíssima Virgem: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós". Esta piedosa medalha - segundo as palavras do Papa Pio XII - "foi, desde o primeiro momento, instrumento de tão numerosos favores, tanto espirituais como temporais, de tantas curas, protecções e sobretudo conversões, que a voz unânime do povo lhe chamou desde logo Medalha Milagrosa". 
 
 Oração a Medalha Milagrosa

Santíssima Virgem Mãe de Deus, eu creio e confesso a vossa santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha.
Ó puríssima, Virgem Maria, por vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me do Vosso amado Filho a humildade, a caridade, a obediência, a castidade, a santa pureza de coração, de corpo e de espírito, a perseverança na prática do bem, uma boa vida e uma santa morte.
Assim seja.
Repetir três vezes:
Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós.
Rezar três Avé Marias e uma Salvé Rainha.
   

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Fred Mercury



Nasceu como Farokh Bommi Bulsara, no dia 5 de setembro de 1946, em Zanzibar (atualmente parte da Tanzânia). Seus pais, Bomi e Jer Bulsara, eram persas. No colégio os colegas começaram a chamá-lo de Freddie, nome que a família acabou adotando. A música a que ele tinha acesso era principalmente indiana, mas também escutava algumas obras de origem ocidental. Ele ficava cantando sozinho e preferia a música às tarefas escolares. Freddie começou a aprender a tocar piano. Tornou-se também membro do coral e participava regularmente nas produções teatrais da escola. Ele adorava as aulas de piano e se empenhou nelas com determinação.Em 1964, muitos dos britânicos e indianos, devido a distúrbios políticos, deixaram Zanzibar, embora não tenham sido pressionados. Entre os que saíram, estavam os Bulsara, que foram para Inglaterra. Freddie tinha 17 anos e decidiu que queria ir para uma faculdade de Arte.

Seu histórico e suas habilidades naturais garantiram que ele fosse aceito pela Faculdade Ealing de Arte e em setembro de 1966 Freddie começou um curso de Ilustração gráfica.

Um de seus colegas de classe era o baixista Tim Staffell, de quem Freddie se tornou grande amigo. Assim que sua amizade com Tim aumentou, Tim levou Freddie para participar dos ensaios de sua banda chamada Smile.

Apesar de Freddie gostar do som da banda, ele estava comprometido em seus próprios projetos e participou ora como vocalista, ora como guitarrista de outras bandas. Isso até abril de 1970, quando a banda Smile é reformulada e Freddie acabou ficando de vocalista. Freddie decide mudar o nome da banda para Queen, e também, resolve mudar seu nome para Mercury.

Mercury (mercúrio) foi escolhido, reza a lenda, por dois motivos: um por ser o deus dos mensageiros e outro por ser o planeta do seu signo ascendente. Também em 1970, Freddie conheceu Mary Austin, eles viveram juntos por 7 anos e se mantiveram bons amigo até o final de sua vida (inclusive a casa de Freddie em Londres é dela hoje).

Além do sucesso espetacular com o Queen, Freddie teve trabalhos solos de grande sucesso, tais como: Barcelona, Álbum e Mr. Bad Guy.
Dia 24 de novembro de 1991, Freddie morreu em sua casa em Londres, de pneumonia que
decorreria da Aids, um dia após ter declarado publicamente que estava com a doença.

Em uma declaração um pouco antes de morrer, Freddie dá a melhor definição de si mesmo: "Você é a ultima pessoa com quem falo.... provavelmente vai ter a melhor entrevista, meu caro. Não quero mudar o mundo. O que mais me importa é a felicidade. Quando estou feliz, meu trabalho reflete. No final, os erros e as desculpas são minhas. Gosto de sentir que estou sendo honesto. No que me compete, quero aproveitar a vida, a alegria, a diversão, o máximo que puder nos anos que ainda me restam. Pronto, já gravou? Agora, use. Foi o mais perto que cheguei a me emocionar em uma entrevista."

Freddie foi cremado e não há túmulo que os fãs possam visitar. Em 1992 foi erguida uma estátua em sua homenagem em Montreux, na Suíça.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

POEMA DE AMOR




Quando o dia raiar
E ainda estiver segurando sua mão
Farei pra ti trovas e sonetos
E comporei uma canção

Falarei em versos quanto te amo
Que minh’alma grita de felicidade
Quando meus lábios tocam os seus
Sinto-me vagar pela eternidade

Calarei por um instante
Sentindo o calor dos seus abraços
Confessarei meus sentimentos
E adormecerei nos seus braços

Quando a lua brilhar no céu
Novamente despertarei
Sentindo seu cheiro... Enlaçado em seu corpo
Sob as estrelas eu te amarei

Clamarei aos Anjos
Que nos acompanhem com melodias
Olharei o brilho dos seus olhos
E te darei minha alegria

Adormeceremos... E em sonho te levarei
Segurando sua mão... Por toda essa imensidão
Completaremos-nos... Com o corpo e a alma
E a cada dia renovaremos... O fulgor dessa paixão

Jonas Rogerio Sanches

Interação feita pelo meu amor, “Elsy Myrian , pra enriquecer de beleza meu poema e minha vida!

A você meu amor

Lado a lado pela imensidão do espaço
Caminharemos envolvidos pela magia desse amor
E o nosso adormecer nos tornará um só
Para um despertar feliz, plenos e cheios de vigor
E nada vai nos separar
Nossas almas unidas em sentimentos puros
Entreguei a ti meu coração e minha vida
Eis que juntos viveremos seguros
Eu te amo vida minha
Amor tão intenso que entorpece
Faz-me perder os sentidos
Quando sua mão me aquece

Elsy Myrian Pantoja


domingo, 21 de novembro de 2010

Alguém espera você




"Não importa quem você é. Não importa para onde vai a sua vida. Em algum ponto há alguém esperando por você."

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

EU TOMO DAIME






Eu Tomo Daime que é para conhecer. Conhecer a beleza de viver dentro desta luz do meu eu superior


Eu tomo Daime que é para aprender. Aprender a ter amor no coração andar pela estrada da vida com toda a liberdade

Eu tomo Daime é para renascer. Renascer no caminho da verdade. Para encontrar a paz Vos me livre dos enganos

Dai- me força meu padrinho Sebastião





quinta-feira, 18 de novembro de 2010

MOZART MEU REFÚGIO



No momento Mozart invade todos os recônditos de minha alma. É nas vibrações transcendentais de sua obra que minha inquietude encontra a serenidade e se eleva permitindo que meu ser por alguns instantes ultrapasse todas as agonias inerentes a nós humanos, ao sentir a devastação dos sentimentos agregadores da harmonia que deveriam pautar o vivenciar terreno. Mozart... Meu refúgio em breve instante, o Haiti morre de cólera e o americano obeso já não tem pra onde ir, a Europa tão pomposa veste seda e come angu e aqui na pátria tupiniquim esperamos. Eis a incógnita o que será?

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

domingo, 14 de novembro de 2010

O número de mortos pela epidemia de cólera no Haiti já atingiu mais de 900

Ministério da Saúde divulgou novo boletim neste domingo (14).


917 morreram da doença até sexta, e 14.600 foram hospitalizados.




O número de mortos pela epidemia de cólera no Haiti já atingiu mais de 900, e a doença está presente em seis das dez províncias do país arrasado por terremoto em janeiro, informou o Ministério da Saúde neste domingo (14).





Haitiana ampara sua filha, com cólera, no Hospital Saint Catherine, na favela Cite-Soleil (Foto: St-Felix Evens / Reuters 12-11-2010)Uma atualização no site do ministério informa que, até 12 de novembro, 917 pessoas morreram da doença, que deixou mais de 14.600 hospitalizadas desde que o surto começou há mais de três semanas no país mais pobre do Hemisfério Ocidental.

A província rural de Artibonite, o epicentro da epidemia, foi a mais afetada, com cerca de 600 casos do total de óbitos. Outras províncias afetadas foram Centro, Nord, Nord Ouest, Sud e Ouest, onde está localizada a capital Porto Príncipe.

A capital, que enfrentou a destruição provocada pelo terremoto de 12 de janeiro no Haiti, registrou 27 mortes até 12 de novembro.

O governo e seus parceiros de ajuda estão lutando para impedir a propagação da doença em favelas lotadas da cidade e acampamentos onde mais de 1,3 milhão de desabrigados sobreviventes do terremoto estão acomodados.

A previsão das Nações Unidas é que até 200.000 haitianos podem contrair cólera com o surto que afeta do país de quase 10 milhões de habitantes, e afirma que 163,9 milhões dólares em ajuda são necessários no próximo ano para combater a epidemia.

Fonte: G.1.Globo


terça-feira, 9 de novembro de 2010

Amar nas Estrelas



Permito-me amar

E nesse gostar, viver uma paixão

Eivada de alegria

Que transborda no insensato coração

Abro meus braços em aconchego

A este sentimento sublime e abençoado

Que une nossas almas

Separadas no ingrato passado

Quis o destino que fosse agora nosso encontro

Para juntos caminharmos

Como velhos companheiros

Iremos até as estrelas
 
Vagaremos pelo universo
 
Amparados pelas asas de nossos anjos tutelares

E quando a sombra da saudade fizer verter o pranto

Calaremos nossa dor com a virtude do acalanto


Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google




sábado, 6 de novembro de 2010

O valor de uma amizade



Elsy,
Quem me dará a mão quando do mundo não restar nada...
Quem me mostrará a luz quando meus olhos estiverem cansados da escuridão...
Quem me trará água quando minha boca estiver sedenta...
Quem me mostrará a esperança quando meu mundo estiver tomado de desilusões...
Quem me ouvirá e me dará bons conselhos quando o mundo se fizer de surdo e se calar...
Quem atenderá ao telefone quando minhas mãos tremerem ao discar o número...
Quem irá ouvir meus gritos de socorro e virá me acudir...
Somos fiéis a nossa amizade, irmã!
Poderemos estar na beira do abismo
Mas jamais soltaremos as mãos.
Mãos unidas por um forte laço
Chamado AMIZADE
Duas amigas,
Duas almas
Seguindo
Um mesmo caminho...
Grata por estar ao meu lado.
Tu és um anjo em minha vida!
Te amo! Silvia



Silvia Mendonça
Imagem Google

Obs; Obrigada minha Amiga e Irmã companheiras nos poemas e problemas  rsrsrrs te amo muitão !!!!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Mudando meus conceitos




Curioso como é a vida... Um ser é capaz de mudar o conceito de uma vida e todas as coisas em que eu acreditava há 22 anos... E em dois segundos tudo muda.
Eu que acreditava em muitas coisas, princípios de educação e principalmente no modo como tratamos e valorizamos as coisas e em especial vocês mulheres.
Hoje olhando pra mim mesmo e olhando para o mundo aqui fora, as coisas não são bem como eu imaginava talvez meus atos e pensamentos não caibam a este modo de vida.
 Pois é... Eu que sempre achei que demonstrar todo o carinho, amor, companheirismo, dedicação, honestidade etc... Eram as bases de que eu precisava para seguir uma vida no mínimo tranqüila hoje vejo que não adianta nada.
Hoje o papo é outro, nós humanos mudamos muito, hoje temos a opinião de querer pintar o céu de azul, mas amanhã já queremos o verde... É isso ai.
Se DEDICAR de corpo e alma já não é o suficiente... Provar e sempre provar e mais uma vez provar o que realmente sentimos e fazer de tudo para que o próximo acredite já não adianta mais.
Afinal o que realmente queremos de alguém? Eu achava que sabia, mas sinceramente hoje já perdi tudo o que eu tinha como base pra deixar alguém satisfeito e feliz para com a minha pessoa.
Talvez eu tenha nascido no tempo errado, não sei... E a época que eu vivo já não bate com os dias de hoje. É o mundo aqui fora mudou bastante.
Ha situações na vida que nem conselhos ajudam... Às vezes é necessário tomar umas porradas  pra acordar e eu tomei a minha...
Uma das coisas que sempre lutei foi provar a todos que viver decentemente acreditando que quando ha um dialogo olhando nos olhos do próximo ...E acreditando na bondade das pessoas seria suficiente para ter uma vida tranqüila e feliz... Mas acho que o que me diziam nunca fez tanto sentido como faz hoje... BONZINHO SÓ SE FODE.
Para o meu bem irei mudar algumas coisas alguns pensamentos... Tentar fazer as coisas certas não está adiantando muito, eu só estou sofrendo a cada porrada que eu levo da vida.
Como dizem irei dançar conforme a música
Por fim agradeço a Deus pelo dia de hoje e pelas lições que tem me dado ( ainda sem entender muito bem o porque de algumas coisas ).
 
Felipe Ferreira Dias
Imagem Google

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo