Seguidores

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Belém Pará-Brasil




Belém menina faceira

Belém de minhas mangueiras
Belém linda morena
Belém saudade que prenha!



Belém de meu açaí sem igual
Belém de minha pescada no tucupi
Belém de minhas tardes de chuva
Belém de meu bacuri...



Belém do patchully;
Belém do tacacá saudoso
Belém de vários sabores
Belém do carimbó gostoso!



Belém morena,
Belém bucólica,
Belém que acolhe
Belém quero-te bem...



Voltar sempre a Belém...
Traz saudades de um bem...
Cheiro de fé por “Nazinha”.
Belém minha estrela guia.

Por: Mone Carmo


sábado, 10 de dezembro de 2011

A carga fica mais leve quando somos menos orgulhosos






19 anos, uma criança ainda para os padrões da época, mas já era mãe. E como foi difícil aprender tudo sozinha, apenas pelo instinto. Algo dentro de mim dizia que as coisas se ajeitariam no seu devido tempo e eu me agarrava a essa certeza com unhas e dentes para não sucumbir. Nada era dispensável, capim, pedra, pau podre tudo tinha uma finalidade, limão, então faremos uma limonada não tinha açúcar vai azedo mesmo e com isso fui amadurecendo sem perceber. Por principio ou índole sou determinada, as escolhas foram minhas  e ninguém menos que eu teria que arcar com as responsabilidades  sem culpar ninguém. E assim fui construindo meu mundo, quando ficava insuportável eu usava a fantasia para amenizar, cantar contar história inventar besteiras e fazer meus bebes rirem enquanto por dentro eu chorava. Não me arrependo de nada, mas se pudesse e tivesse a maturidade necessária à época eu teria feito diferente. Estamos bem viramos várias paginas dos livros de nossas vidas ora sorrindo, outras vezes aos prantos. Hoje olhando o passado vejo o quanto Deus foi bom pra mim, ele me deu filhos maravilhosos, amigos e parceiros que sempre me ajudaram a compor a minha realidade entre eles destaco aqui a ajuda prestimosa de um senhor que já não está entre nós e que morava na cidade de Dom Basílio no sertão da Bahia, quando meu terceiro filho nasceu prematuro ele foi de grande ajuda , mesmo de idade avançada com o corpo suado do labor na lavoura ele chegava e a primeira coisa que fazia era ver seu afilhado Woney, creio piamente que o suor daquele homem ajudou a salvar o meu filho quando tudo era desfavorável para seu desenvolvimento tendo em vista a fragilidade e poucos recursos nos hospitais da cidade para uma criança prematura. Ainda hoje continuo assim vendo Deus nos detalhes do dia a dia, tentando superar as dificuldades que se apresentam com altivez e perseverança, pois não há carga que nos seja dada a qual não possamos carregar, o fardo fica mais leve quando somos menos orgulhosos.

Elsy Myrian Pantoja




domingo, 6 de novembro de 2011

Singelo Presente




Nessa data tão bela
Arcanjos fazem festa
Harpas, coros e serestas
Em homenagem à você

Chego bem de mansinho
Peço a eles baixinho
Flores e bençãos eternas
Pra Elsy meu amor

Numa pronta resposta
Me fita com ternura
Cobre-a com as flores mais puras
E luzes sem igual

Logo após nobre ato
De um ser tão sensato
Confiou-me pequeno frasco
Com a essência pura do amor

Explicou paciente
Esse raro presente
Não brotou de semente
E sim da vossa união

Um presente singelo
De origem divina
É o que tenho de belo
Pra te dar Minha Menina
Essa poesia é o meu singelo presente para Meu Grande Amor, "Elsy Myrian Pantoja", que está completando mais um aniversário. Eu Te Amo com todo o meu ser e eternamente te amarei!
Jonas Rogerio Sanches

Este Poema foi o presente mais significativo e amoroso que recebi no meu niver, te amo meu Menino Girassol !!!!!

"The show must go on", do Queen - Pelo que estamos vivendo?

- Esta música foi lançada apenas 6 semanas antes da morte de Freddie Mercury. É uma das músicas mais emotivas da banda;

- Sua letra é uma reflexão sobre a vida e sobre a iminência da morte;

- Em uma pesquisa realizada na Europa, ela foi escolhida como música favorita em funerais;

- Freddie Mercury estava muito doente na época da gravação, e pensava-se que por isso ele não conseguiria gravá-la. Mas antes das gravações ele tomou um pouco de vodka e disse: "I'll fucking do it darling!" (algo como "vamos fazer essa porra!") e gravou toda a música em apenas um take;

- A perfomance vocal de Freddie Mercury nesta música é considerada uma das melhores de toda a sua carreira.

Repare as reflexões que a canção apresenta sobre o sentido da vida na iminência da morte.

Texto: Glauber Ataide
www.perfeição.org



sexta-feira, 4 de novembro de 2011

MINHAS DIVAGAÇÕES..




A intenção era escrever para vocês uma linda mensagem de fim de semana, mas tudo o que eu consegui foram algumas divagações em torno de  algumas possibilidades...
Talvez eu não tenha nenhuma vocação para escritora. No entanto continuarei dando vazão ao meu impulso de escrever.
Quem sabe eu não terei a chance de escrever o livro que eu sempre  almejei. Mesmo assim continuarei registrando meus momentos de inspiração, aqui ou em qualquer outro lugar.
Pode ser ainda que eu venha a sofrer algumas desilusões na vida. Mas farei que com que elas se neutralizem diante dos gestos de amor de pessoas queridas que me cercam.
Há uma possibilidade de que eu não realize todos os meus sonhos. Isso não impedirá que eu sempre me considere uma vencedora.
Talvez eu esteja envelhecendo rápido demais. Assim mesmo continuarei lutando para que cada minuto tenha valido a pena.
Existe uma chance de, em algum momento futuro, eu vir a sofrer uma queda. Se isso acontecer, acionarei a grande mola que fica no fundo do meu poço.
Pode ser que em um determinado dia o sol deixe de brilhar.  Ai então me contentarei em me banhar na água da chuva.
É possível que algum dia destes eu seja enganada por alguém. Mas nem por isso  deixarei de acreditar no ser humano, pois, sempre haverá quem mereça a minha confiança.
Posso também sofrer alguma injustiça. Mas me lembrarei que tudo o que me acontecer, é apenas o resultado de minhas  ações.
Talvez no decorrer do tempo eu perca algumas amizades. Caso isso aconteça, entenderei que, o que se perde não era realmente para ficar.
É possível que eu não aprenda todas as lições necessárias. Mas serei tolerante para comigo mesma e respeitarei os meus limites.
Pode ser também que um dia eu queira jogar tudo pro alto.  Se isso ocorrer, espero sempre me lembrar de que "sem sacrifícios não existe recompensa".
Há  inclusive uma possibilidade de eu  não conseguir ser o que eu gostaria de me tornar. No entanto, passarei a admirar aquilo que me foi possível ser...

Talvez tudo isto que escrevi não tenha nenhum sentido para quem estiver lendo. No entanto, eu sinto que lavei minha alma, pois, se não era isto que eu queria escrever, era exatamente isto que tinha que ser escrito!

Beijos furtacor e com
sabor do meu bem querer!

Marineide Dan 
http://marciagrega.blogspot.com

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

EU FICO COM O TALENTO





Que eu gosto de reggae isso não é nenhuma novidade, montei um blog o Filha de Jah basicamente sobre esse ritmo e os africanos também. Não obstante dá uma recaída e lá vou eu parar no Jazz e Blues. É cíclico algo em mim dispara um gatilho e baixo a guarda e fico dias e horas a fio ouvindo Blues, amo aquelas vozes que nos lembram Nova Orleans, mas há uma afinidade entre os dois ritmos ambos foram gerados na alma dos negros em forma de lamentos pela condição indizível em que viviam e ainda vivem apesar do grande avanço contra qualquer tipo de preconceito. No momento estou mergulhada na voz incomparável de Janis Joplin minha queridinha (Já vi o filme The Rose baseado na sua história mil vezes) Nina Simone, Perci Slegde , Bette Midler, Billy Holiday entre outros fazem parte do meu universo Blues Jazz . Quando estou nessa fase seguramente estou em paz por incrível que pareça já que o blues é um lamento. Quando mergulho no reggae com certeza estou em conflito e procuro respostas e traduzindo as letras de Marley  encontro algumas . Mas no fundo no fundo sou eclética gosto mesmo é de uma boa música (tiro aí o funk e o pagode não consigo ouvir, mas respeito quem gosta). Se eu tivesse que escolher dois ícones referenciais nas minhas reflexões sem dúvida seria Bob Marley e Janis Joplin. E aí talvez alguém me questione a vida pessoal dos dois e eu respondo separar o talento da vida pessoal do artista é uma arte, fico com o talento deles como também Renato Russo, Cazuza, Elvis, Fred Mercury, Amy Winehouse e Michael Jackson. Vieram ficaram só um pouquinho, mas deixaram um legado artístico que passará de geração a geração. Ainda há a altivez de Elis Regina e Cassia Eller, o que fizeram de suas vidas pessoais só a Deus cabe julgar, quanto a mim admiro o talento e a enormidade da influencia de suas obras em nossas vidas pelo menos da minha.
Elsy Myrian Pantoja
Imagens Google

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O NASCER PARA O ALÉM...



Há quem morra todos os dias.
Morre no orgulho, na ignorância, na fraqueza.
Morre um dia, mas nasce outro.
Morre a semente, mas nasce a flor.
Morre o homem para o mundo, mas nasce para Deus.
Assim, em toda morte, deve haver uma nova vida.
Esta é a esperança do ser humano que crê em Deus.
Triste é ver gente morrendo por antecipação...
De desgosto, de tristeza, de solidão.
Pessoas fumando, bebendo, acabando com a vida.
Essa gente empurrando a vida.
Gritando, perdendo-se.
Gente que vai morrendo um pouco, a cada dia que passa.
E a lembrança de nossos mortos, despertando, em nós, o desejo de abraçá-los outra vez.
Essa vontade de rasgar o infinito para descobri-los.
De retroceder no tempo e segurar a vida.
Ausência: - porque não há formas para se tocar.
Presença: - porque se pode sentir.
Essa lágrima cristalizada, distante e intocável.
Essa saudade machucando o coração.
Esse infinito rolando sobre a nossa pequenez.
Esse céu azul e misterioso.

Ah! Aqueles que já partiram!
Aqueles que viveram entre nós.
Que encheram de sorrisos e de paz a nossa vida.
Foram para o além deixando este vazio inconsolável.
Que a gente, às vezes, disfarça para esquecer.
Deles guardamos até os mais simples gestos.
Sentimos, quando mergulhados em oração, o ruído de seus passos e o som de suas vozes.
A lembrança dos dias alegres.
Daquela mão nos amparando.
Daquela lágrima que vimos correr.
Da vontade de ficar quando era hora de partir.
Essa vontade de rever aquele rosto.
Esse arrependimento de não ter dado maiores alegrias.
Essa prece que diz tudo.
Esse soluço que morre na garganta...
E...
Há tanta gente morrendo a cada dia, sem partir.
Esta saudade do tamanho do infinito caindo sobre nós.
Esta lembrança dos que já foram para a eternidade.
Meu Deus!
Que ausência tão cheia de presença!
Que morte tão cheia de esperança e de vida!


Texto: Padre Juca
Adaptação: Sandra Zilio

domingo, 23 de outubro de 2011

O Nosso Amor

 
 
Quando vier a tempestade e o frio me doer os ossos, tenho a certeza plena que a sua proteção e calor me confortará.
Elsy Myrian Pantoja
Imagem: Obra do Artista Glen Falcon criada a partir de uma foto minha e Jonas Rogério o Amor de minha vida!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Declaração dos Direitos da Criança

Declaração dos Direitos da Criança
Adotada pela Assembléia das Nações Unidas de 20 de novembro de 1959 e ratificada pelo Brasil.
"Para Deus não há fronteiras e nem países, todos mereceriam o mundo justo e feliz (DF)"
 PREÂMBULO
VISTO que os povos da Nações Unidas, na Carta, reafirmaram sua fé nos direitos humanos fundamentais, na dignidade e no valor do ser humano, e resolveram promover o progresso social e melhores condições de vida dentro de uma liberdade mais ampla,
VISTO que as Nações Unidas, na Declaracão Universal dos Direitos Humanos, proclamaram que todo homem tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades nela estabelecidos, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento ou qualquer outra condição,

  
( Iraque: Hospital e crianças vitimas da insensatez da Guerra )

VISTO que a criança, em decorrência de sua imaturidade física e mental, precisa de proteção e cuidados especiais, inclusive proteção legal apropriada, antes e depois do nascimento,
  
( Brasil, criança sobrevivendo na exclusão social )
VISTO que a necessidade de tal proteção foi enunciada na Declaração dos Direitos da Criança em Genebra, de 1924, e reconhecida na Declaração Universal dos Direitos Humanos e nos estatutos das agências especializadas e organizações internacionais interessadas no bem-estar da criança,
Visto que a humanidade deve à criança o melhor de seus esforços,
( Iraque, inúmeras crianças sobrevivem às agressões da Guerra )
ASSIM, A ASSEMBLÉIA GERAL
PROCLAMA esta Declaração dos Direitos da Criança, visando que a criança tenha uma infância feliz e possa gozar, em seu próprio benefício e no da sociedade, os direitos e as liberdades aqui enunciados e apela a que os pais, os homens e as melhores em sua qualidade de indivíduos, e as organizações voluntárias, as autoridades locais e os Governos nacionais reconheçam este direitos e se empenhem pela sua observância mediante medidas legislativas e de outra natureza, progressivamente instituídas, de conformidade com os seguintes princípios:
PRINCÍPIO 1º
A criança gozará todos os direitos enunciados nesta Declaração. Todas as crianças, absolutamente sem qualquer exceção, serão credoras destes direitos, sem distinção ou discriminação por motivo de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento ou qualquer outra condição, quer sua ou de sua família.
PRINCÍPIO 2º
 A criança gozará proteção social e ser-lhe-ão proporcionadas oportunidade e facilidades, por lei e por outros meios, a fim de lhe facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, de forma sadia e normal, em condições de liberdade e dignidade. Na instituição das leis visando este objetivo levar-se-ão em conta sobretudo, os melhores interesses da criança. 
PRINCÍPIO 3º
 Desde o nascimento, toda criança terá direito a um nome e a uma nacionalidade.
PRINCÍPIO 4º
A criança gozará os benefícios da previdência social. Terá direito a crescer e criar-se com saúde; para isto, tanto à criança como à mãe, serão proporcionados cuidados e proteção especial, inclusive adequados cuidados pré e pós-natais. A criança terá direito a alimentação, recreação e assistência médica adequadas.
(Brasil, desigualdade selando o destino de inúmeras crianças )
PRINCÍPIO 5º
À criança incapacitada física, mental ou socialmente serão proporcionados o tratamento, a educação e os cuidados especiais exigidos pela sua condição peculiar.
PRINCÍPIO 6º
Para o desenvolvimento completo e harmonioso de sua personalidade, a criança precisa de amor e compreensão. Criar-se-á, sempre que possível, aos cuidados e sob a responsabilidade dos pais e, em qualquer hipótese, num ambiente de afeto e de segurança moral e material, salvo circunstâncias excepcionais, a criança da tenra idade não será apartada da mãe.

( Vietnã: Crianças e mães abandonadas na rua, após gastos militares do país e do mundo em guerra política )


À sociedade e às autoridades públicas caberá a obrigação de propiciar cuidados especiais às crianças sem família e aquelas que carecem de meios adequados de subsistência. É desejável a prestação de ajuda oficial e de outra natureza em prol da manutenção dos filhos de famílias numerosas. 

( Estados Unidos, furacão Katrina mostra a pobreza do mundo )

PRINCÍPIO 7º
A criança terá direito a receber educação, que será gratuita e compulsória pelo menos no grau primário.
 Ser-lhe-á propiciada uma educação capaz de promover a sua cultura geral e capacitá-la a, em condições de iguais oportunidades, desenvolver as suas aptidões, sua capacidade de emitir juízo e seu senso de responsabilidade moral e social, e a tornar-se um membro útil da sociedade.
Os melhores interesses da criança serão a diretriz a nortear os responsáveis pela sua educação e orientação; esta responsabilidade cabe, em primeiro lugar, aos pais.
 A criança terá ampla oportunidade para brincar e divertir-se, visando os propósitos mesmos da sua educação; a sociedade e as autoridades públicas empenhar-se-ão em promover o gozo deste direito.
PRINCÍPIO 8º
 A criança figurará, em quaisquer circunstâncias, entre os primeiros a receber proteção e socorro.
PRINCÍPIO 9º
A criança gozará proteção contra quaisquer formas de negligência, crueldade e exploração. Não será jamais objeto de tráfico, sob qualquer forma.

( Vietnã: Crianças sofrem nas ações inconcebíveis dos adultos )
Não será permitido à criança empregar-se antes da idade mínima conveniente; de nenhuma forma será levada a ou ser-lhe-á permitido empenhar-se em qualquer ocupação ou emprego que lhe prejudique a saúde ou a educação ou que interfira em seu desenvolvimento físico, mental ou moral.
PRINCÍPIO 10º
 A criança gozará proteção contra atos que possam suscitar discriminação racial, religiosa ou de qualquer outra natureza. Criar-se-á num ambiente de compreensão, de tolerância, de amizade entre os povos, de paz e de fraternidade universal e em plena consciência que seu esforço e aptidão devem ser postos a serviço de seus semelhantes.

( Vietnã: o mundo se recompondo)
( Iraque, mesmo a guerra não apaga o sorriso de uma criança )

2006, A HUMANIDADE E O MUNDO: Para cada 100 pessoas
  • 57% são asiáticos
  • 14% da américa ( Norte, SUl e Central )
  • 21% Europeus
  • 8% Africanos
  • 70% são analfabetos
  • 50% estão morrendo de fome
  • 80% moram em favelas
  • 1 possui diploma superior
  • 500 milhões de pessoas vivem sob ameaça de guerra e tortura


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

São Miguel Arcanjo: Príncipe da Milícia Celeste



Comemora-se a 29 de setembro a festa do glorioso São Miguel, cuja invicta combatividade em defesa do Deus onipotente é assim descrita no Apocalipse: 

“Houve uma batalha no Céu: Miguel e os seus Anjos guerrearam contra o Dragão. O Dragão batalhou, juntamente com os seus Anjos, mas foi derrotado e não se encontrou mais um lugar para eles no Céu” (Apoc. 12, 7-8).

A devoção ao Príncipe das Mílicias Celestes atingiu um desenvolvimento extraordinário na Idade Média. Essa forma de devoção marca ainda todas as modalidades de culto ao chefe das legiões angélicas. 

Entre os inúmeros santuários a ele dedicados destaca-se o do Monte Saint-Michel uma das maravilhas do mundo.

Entretanto, ele já era reverenciado no Antigo Testamento.

O Profeta Daniel refere-se a São Miguel nos seguintes termos:



“Naquele tempo, surgirá Miguel, o grande Príncipe, constituído defensor dos filhos do seu povo [isto é, o povo fiel católico, herdeiro, no Novo Testamento, do povo de Israel], e será tempo de angústia como jamais houve” (Dan. 12, 1).

São Miguel é comumente designado como Arcanjo. Entretanto, tal qualificação pode ser genérica e não significar que ele pertença ao oitavo coro de Anjos (os Arcanjos). 

A esse respeito, merece ser reproduzida significativa citação do grande exegeta jesuíta Pe. Cornélio A Lapide, nascido em Bocholt, província belga de Limburgo, em 1567, e falecido em Roma, a 11 de março de 1637.

A extensa obra desse insigne autor, que comentou todos os livros do Antigo e do Novo Testamento, é até hoje universalmente admirada. Merecem especial destaque a grande erudição, a escrupulosa diligência e o luminoso engenho com que ele trata da Sagrada Escritura. 

Embora num ou noutro ponto do texto bíblico tenham surgido novas questões, é incontestável que seus magníficos comentários e eruditas citações ainda hoje gozam de autoridade. Eis suas palavras:

Imagem de São Miguel, com elmo e revestida de armadura medieval, colocada na flecha da torre da Abadia do Mont Saint Michel (França)

“Muitos julgam que Miguel, tanto pela dignidade de natureza, como de graça e de glória é absolutamente o primeiro e o Príncipe de todos os anjos. 

“E isso se prova, primeiro, pelo Apocalipse (12, 7), onde se diz que Miguel lutou contra Lúcifer e seus anjos, resistindo à sua soberba com o brado cheio de humildade: ‘Quem (é) como Deus?’ Portanto, assim como Lúcifer é o chefe dos demônios, Miguel o é dos anjos, sendo o primeiro entre os Serafins. 

“Segundo, porque a Igreja o chama de Príncipe da Milícia Celeste, que está posto à entrada do Paraíso. 

“E é em seu nome que se celebra a festa de todos os anjos. Terceiro, porque Miguel é hoje cultuado como o protetor da Igreja como outrora o foi da Sinagoga. 

“Finalmente, em quarto lugar, prova-se que São Miguel é o Príncipe de todos os anjos, e por isso o primeiro entre os Serafins, porque o diz São Basílio na Homilia De Angelis: ‘A ti, ó Miguel, general dos espíritos celestes, que por honra e dignidade estais posto à frente de todos os outros espíritos celestiais, a ti suplico...’”

(fonte: Cornélio A Lapide, Commentaria in Scripturam Sacram, t 13, pp. 112-114. Apud "Catolicismo", setembro de 2000).

domingo, 11 de setembro de 2011

Um Caso de Amor com Casimiro de Abreu – O Município



 Cheguei aqui exatamente no ano de 1987, meu ex marido era representante de uma indústria farmacêutica e isso me dava liberdade de escolha para morar em qualquer cidade da baixada litorânea. A princípio como estávamos chegando de uma temporada na Bahia, ficamos em uma casa de propriedade de um grande amigo a dois passos das lindas praias de Rio das Ostras. Para que vocês tenham uma idéia, aqui é tudo perto um município colado ao outro e até um dentro do outro. Macaé, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Cabo Frio, Búzios enfim tudo muito perto e eu poderia escolher qualquer um desses lugares para morar e recomeçar a nossa vida e criar meus filhos a caçula tinha apenas dois anos. A Casa em que morávamos e Rio das Ostras tinham uma vista lindíssima e lá fui muito feliz enquanto morei, íamos todos os dias eu e as crianças tomar banho de mar e na volta já vinha com um peixe fresquinho para almoçar. Certo dia deitada em minha rede na varanda, parei o que estava lendo e fiquei extasiada com um cenário que jamais vou esquecer ao longe por trás do Morro de São João uma chuva torrencial desabava em uma cidade próxima, fiquei paralisada de emoção, pois fazia algumas semanas que em Rio das Ostras não chovia e eu como boa Paraense não sei viver em um lugar que não despenque um toró de vez em quando. Quando meu ex chegou à noite perguntei a ele que cidade era aquela. Ele já tinha ido lá várias vezes a trabalho e se comprometeu de me levar no domingo seguinte para darmos um passeio na dita cidade. Foi amor a primeira vista, nessa época Casimiro de Abreu ainda era uma pequena cidade, onde todos se conheciam e se ajudavam (Hoje cresceu muito a população quase que triplicou em vista da ascensão do mercado de petróleo na nossa região). Acreditem, nesse mesmo domingo alugamos uma casa enorme e na mesma semana nos mudamos. A Praia ficou um pouco distante já que Casimiro de Abreu fica no pé da serra, mas nem tanto em 20 minutos estamos em Rio das Ostras se deliciando nas ondas do mar e com uma vantagem subindo a serra em 30 minutos temos montes de cachoeiras até chegar ao Sana ou outra cidade próxima, todas tem um rio ou cachoeira de rara beleza. Assim criei meus filhos entre a serra e o mar. Tentei morar em outros lugares aqui perto, mas sem sucesso, não me sinto em casa longe de Casimiro de Abreu. Amo essa cidade, meus filhos já não moram aqui estão em Rios das Ostras que por questão geográfica fica mais perto do lugar onde trabalham. Mas nos revezamos, um pouco deles aqui e eu um pouco com eles lá. Amo esse lugar e não saberia morar longe daqui. Aqui conhecemos a todos e o que mais me encanta são as montanhas que circundam a cidade e quando chove é pra valer me faz lembrar a minha saudosa Belém do Pará.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

domingo, 4 de setembro de 2011

O Rosacruz


Iolanda Therezinha Marcier, FRC
(Mestre Apis)


Feliz daquele que ao despertar pela manhã abre os olhos para um mundo novo e cheio de promessas, agradecendo a Deus por estar vivo. Sorrindo interior e exteriormente, visualiza na tela da sua mente grandes projetos para a evolução da Humanidade e se prepara para realizá-los, dizendo:
- Que haja Paz, Ordem e Progresso! No Universo, na Terra, no meu País, no meu Estado, na minha cidade, na minha rua, na minha casa!
Feliz daquele que acorda todos os dias com tal disposição e caminha com firmeza e determinação por entre pedras cortantes e espinhos pontiagudos que não podem sequer arranhá-lo porque sua aura o protege. Para ele não existem nem adversidades nem inimigos, pois todos são irmãos sob a paternidade de Deus e devem se amar uns aos outros como a si próprios; e os obstáculos que vão aparecendo na estrada da vida ele os abençoa, vendo-os como as provações nas quais se refinará como o ouro no cadinho.
Feliz daquele que extrai das adversidades as lições necessárias à evolução da sua consciência e torna-se capaz de compreender o sentido das iniciações ocultas nos acontecimentos comuns a todas as criaturas. E vê as grandes alegrias contidas nas pequenas coisas, compondo a felicidade permanente. Ele está nu e puro diante da Rosacruz, despido de toda veleidade.
Feliz daquele que ao levantar os olhos para Deus em oração de súplica pede não por si mas pelo seu próximo, sabendo que é parte da Humanidade e que todos somos um.
Este, na verdade, é aquele Rosacruz que ao estender a mão o faz em gesto de paz, empunhando a espada de luz que produz a cura das enfermidades do corpo e da mente em todos os seres vivos voltados para o Bem, e lhes diz, a todos:
- Aceita esta linda rosa que te ofereço como prova de meu amor eterno. O mundo e as coisas do mundo passarão, mas o amor não passará.
Feliz daquele que pode se olhar no espelho sem sentir remorso ou vergonha e que entende que ser humilde não é se humilhar mas, sim compreender no âmago da alma que sem Deus não somos nada e que nada pode ser anteposto ao amor a Deus.
Este, em verdade vos digo, é aquele Rosacruz que ao se defrontar com a morte não a teme, porque sabe que não existe morte – apenas uma breve separação, um portal que se abre de um plano para outro.
Feliz daquele que por ser Rosacruz tem esse conhecimento, acumulado no passado e a cada dia aumentado. Não para si, mas para toda a Humanidade, em nome do Supremo Bem.
Feliz daquele que vê a alegria de Deus na gotinha de orvalho, nos olhos dos bichinhos, nos sorrisos das criancinhas e dos velhos, no otimismo dos moços, nos sonhos de todas as pessoas.
Este é aquele Rosacruz para quem o milagre é algo absolutamente normal. Para ele o milagre da vida não é um enigma. E ele sabe, com certeza absoluta, que simplesmente não existe morte: é uma pausa que faz parte da execução da eterna sinfonia universal, para a perfeita compreensão do significado místico do silêncio.
Feliz daquele que busca no silêncio a comunhão com o Deus do seu coração, o Deus da sua compreensão.
Dele é a Rosa Eterna, que brilha sem corpo físico, na contemplação da Luz Maior, com seu suave perfume.

Texto redigido pela Soror Iolanda em 1995 no Hospital da Ordem Terceira da Penitência, no Rio de Janeiro, após ser informada pelo médico de que iria morrer dentro de poucos meses. Ela recomendou que esse texto fosse divulgado nas proximidades do Terceiro Milênio da Era Cristã. Clique aqui para acessar o Site sobre a Soror Iolanda.

domingo, 14 de agosto de 2011

O Recado Espiritual das Almas Livres


 



(Falando de Renovação Consciencial)

Olá, caro rapaz!
Que bom que você veio. 
Porque há um poder maior que o trouxe até aqui.
O mesmo poder que lhe deu a vida e o fez descer a esse lindo planeta azulado.
No entanto, por que você se ilude pensando que pode controlar tudo?
Saiba que não lhe pertence nem mesmo o corpo que lhe serve de veículo carnal nesse momento. E só Deus sabe o seu tempo de experiência na Terra.
E, se nem isso você sabe, como poderá avaliar o que é certo no tempo e na vida dos outros? Você está aqui só de passagem... E todos os homens também! 
Então, faça o seu trânsito de mente aberta e coração magnânimo.
Você possui mais bagagem espiritual do que acredita. Use-a.
Você não é vítima de nada e o universo não está sequer de olho em você, quanto mais perseguindo-o. Quem vem se punindo é você mesmo... Porque deixou de acreditar em si mesmo e na força do seu espírito. 
E o seu amor não foi embora, não. Está aí, com seu brilho empanado por suas lágrimas, dentro do seu coração. Aliás, sempre esteve... E é a coisa mais linda de todas. 
E a sua luz brilha além da linha do horizonte do que você acha da vida... Sim, bem além, até mesmo das estrelas, pois sua natureza é a mesma do Supremo.
Ah, você deixou de escutar a canção do espírito em seu coração... E isso o machucou demais. E só agora é que você está percebendo isso.
Mas, tudo tem seu momento e, agora, você está aqui. 
Porque uma das almas livres soprou uma inspiração em sua mente, por ordem do Amor Que Gera a Vida. E, agora, você sabe que não foi esquecido, mesmo quando você se esqueceu do próprio espírito.
E, no silêncio do Amor Que Ama Sem Nome, uma luz o guiou até aqui.
Então, eu quero lhe dizer que sua dor é conhecida, assim como o seu coração.
E, dos escombros de suas emoções e do seu choro, está emergindo algo melhor.
Porque você tem a Força do Eterno em seu próprio ser. Você já tinha, antes mesmo de reencarnar na Terra. E é Dela que você deve se nutrir, em espírito em verdade. 
E uma das almas livre, tranquilas e magnânimas, o abençoou secretamente.
Sim, "lá das esferas espirituais elevadas", alguém que ama em silêncio tocou seu coração. E eu não sei mais o que lhe dizer. E nem o tempo de coisa alguma.
Eu só sei sentir e escrever...
E sei que nenhum de nós caminha sozinho, mesmo naqueles momentos em que pensamos que o céu nos abandonou... Porque há almas livres, velando em silêncio, por nossos corações.
Suas dores são conhecidas, e as minhas também - e a de todos os seres humanos.
E é nos momentos difíceis que precisamos nos lembrar disso.
Portanto, acalme o seu coração. Voe espiritualmente, nas asas da prece, e capte a Luz do Todo. E quando abraçar alguém, que não seja por dramas, mas, pela alegria de um reencontro. Pela grandeza do Amor. Pela Força do Espírito.
E que tudo se esclareça e você e seus entes queridos reconstruam suas emoções e sigam em frente...
Ah, que bom que você veio!
Para que eu lhe ofereça, aqui e agora, esse presente: o conhecimento de que uma das almas livres olha por você.
Então, que esse olhar secreto, sereno e amoroso, apazigue o seu coração. 
Para que você volte a perceber o Amor mais lindo de todos, na Terra ou no Astral.
Para que suas lágrimas se transformem em muitas risadas, com gosto e paz.

P.S.:
Há uma luz que brilha mais do que bilhões de sóis. 
É a essência da alma. 
Esta é a luz que mora no coração.
Essa é a luz que o trouxe aqui hoje.
Por favor, aceite-a.
E caminhe com ela, para sempre...

Wagner Borges - aprendiz do Todo e admirador das almas livres**.

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo