Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2009

Meus e seus desejos


No calor do meu corpo em busca do seu
Encontro você arfando de desejos
em busca do meu
afagos, beijos sedentos de amor
sua boca morna a procura da minha
Se encontram numa procura intima
Seu corpo sedento de caricias
colado ao meu num ímpeto que perdure por uma hora...uma noite ...um dia... Uma vida...
E eu o amo muito, e que esta fonte de amor
inesgotável e de prazeres, seus junto aos meus
sejam pra toda eternidade.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google pesquisa

Quintana Por Manuel Bandeira


Meu Quintana, os teus cantares
Não são, Quintana, cantares:
São, Quintana, quintanares.

Quinta-essência de cantares...
Insólitos, singulares...
Cantares? Não! Quintanares!

Quer livres, quer regulares,
Abrem sempre os teus cantares
Como flor de quintanares.

São cantigas sem esgares.
Onde as lágrimas são mares
De amor, os teus quintanares.

São feitos esses cantares
De um tudo-nada: ao falares,
Luzem estrelas luares.

São para dizer em bares
Como em mansões seculares
Quintana, os teus quintanares.

Sim, em bares, onde os pares
Se beijam sem que repares
Que são casais exemplares.

E quer no pudor dos lares.
Quer no horror dos lupanares.
Cheiram sempre os teus cantares

Ao ar dos melhores ares,
Pois são simples, invulgares.
Quintana, os teus quintanares.

Por isso peço não pares,
Quintana, nos teus cantares...
Perdão! digo quintanares.

Manuel Bandeira
Imagem pesquisas do google

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Mistério misterioso


O que nos faz amar alguém?


Um mistério misterioso.

Não é só porque ele pratica esportes, não é só porque ela é linda,

pois há esportistas sem cérebro e lindas também,

e você, que tem um cérebro, não vai querer saber de descerebrados.

Mas também não basta só ser inteligente, por mais que a inteligência ainda esteja bem cotada no mercado.

Tem que ser inteligente e algo mais.

O que seria este algo mais?

Mistério decifrado: é o jeito.

A gente se apaixona pelo jeito da pessoa.

Não é porque saiba de cor e salteado versinhos de amor, não é porque ela tem olhos azuis: é o jeito de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós;

é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta.

O jeito de caminhar. O jeito de usar a camisa pra fora das calças. O jeito de passar a mão no cabelo. O jeito de suspirar no final das frases. O jeito de beijar. O jeito de sorrir. Vá tentar explicar isso.

Pelo meu primeiro namorado, me apaixonei porque ele tinha um jeito de estar nas festas parecendo que não estava, era como se só eu o estivesse enxergando.

O segundo namorado me fisgou porque tinha um jeito de morder palitos de fósforo que me deixava louca ok, pode rir.

Ele era um cara sofisticado, e por isso mesmo eu vibrava quando baixava nele um caminhoneiro.

O terceiro namorado tinha um jeito de olhar que parecia que me despia , não as roupas , mas a alma.

Logo vi que eu jamais conseguiria esconder algum segredo dele, era como se ele me conhecesse antes mesmo de eu nascer.

Por precaução, resolvi manter o sujeito por perto de mim pro resto da vida rsrs.

E teve aqueles que não viraram namorados também por causa do jeito: do jeito vulgar de falar, do jeito de rir sempre alto demais e por coisas totalmente sem graça, do jeito rude de tratar os garçons, do jeito mauricinho de se vestir: nunca um desleixo, sempre engomado e perfumado, até na beira da praia. Nenhum defeito nisso. Pode até ser que eu tenha perdido os caras mais sensacionais do universo.

Mas o cara mais sensacional do universo e a mulher mais fantástica do planeta nunca irão conquistar você, a não ser que tenham um jeito de ser que você não consiga explicar.
Porque esses jeitos que nos encantam não se explicam mesmo.

Desconheço autoria
Imagem pesquisa google

Para ouvir e Amar

O Erotismo elegante, a beleza da arte de escrever, a magnífica desenvoltura cenica de um ator, o bom gosto, a lúdica e inenarravel cena, a arte de fazer amor com as palavras! VIDA!


segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Minha estrada é para dois


Te afaguei os cabelos em uma cama sem endereço
Afaguei seu ego, sua vida
Engoli por muitas vezes o fel, a falta de ti
Esperei por horas, semanas, meses a promessa cumprir:me fazer feliz!
Cai enfim de bem alto, me feri, sofri.
Mas meu tempo é caro, meu tempo é raro
Minha estrada é para dois, deixo você para depois
Me enfeito, perfumada me acho
Dou então a outro o gosto do beijo esquecido
O corpo viciado em ti e por isso sofrido
Dou a outro o falso amor, assim como fez comigo
Refanzendo em retalhos minha alma dou a outro a vida que jurei ser so de ti
Agora assim, em outros braços tenho quase uma certeza de que estar contigo
Não foi tão bom assim.


Ceu Elsyane


Imagem Pesquisa Google

"O meu amor é passarinheiro"

A vida nos ensina a amar de muitas formas, eu tenho um amor passarinheiro.
Que se esconde no mato longe do barulho da cidade, que é silencioso, paciente, persistente.
Amar vida de passarinho é saber enxergar o que ninguém mais vê, desconfiar de barulho, estar atento a tudo. É desenvolver instinto para estar em sintonia com a natureza, valorizar os detalhes: cores, sons, cheiros.
Passarinho é bichinho tinhoso às vezes tímido, ás vezes esperto demais para se deixar mostrar. Então temos que nos aproximar devagarzinho, bem de mansinho para ele não assustar.
O amor é igual a passarinho precisa de carinho, atenção, sutilezas, se não, ele morre ou voa para bem longe pra nunca mais voltar!

(A.D)

Hoje sou águia, amanhã andorinha, mas caça jamais!(a.d)

Texto e imagem do" Blog Cotidiano "
Postado por adrimagno

domingo, 23 de agosto de 2009

Dor na alma

Às vezes coisas bestas nos machucam mortalmente a ponto de nos fazer chorar e chorar com aquela dor funda no peito, chamada angustia ou dor de rejeição. Uma vontade enorme de sumir, pois nos sentimos impotentes diante de tanta tristeza. A arte de bem amar requer cuidados com corações frágeis, almas cheias de cicatrizes, algumas pessoas não se dão conta disso e saem atropelando nossos sentimentos e fragilidades. O pior de tudo é não ver um colo a nossa frente, expor a dor aflige mais ainda e muitas vezes o consolo pretendido tem um preço muito alto. Deus de onde tirar forças pra suplantar um mau momento, quando o breu da noite a tudo cobre nos fazendo cegos e desprotegidos. Um vento frio corre na sala, testemunha do meu desalento, preciso encarar tudo com serenidade, como se isso fosse possível.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Cuspindo nos sapatos engraxados



Para você que menospreza a nossa aparente incapacidade de reagir, que subestima a nossa capacidade de excluir sua biografia nojenta da história política desse país, você cuja lábia engana os incautos e menos informados, envio através deste texto, toda a minha indignação e revolta por tão abjetos seres que hoje ocupam cargos no alto escalão do Governo. A cada dia mais esterco é derramado em baldes nas mesas e cadeiras ocupadas por tão desprezíveis elementos cujas pústulas são expostas pela mídia, que pra nossa sorte, felizmente não se encontra amordaçada e traz à luz, tão vergonhosos atos, cujas conseqüências serão com certeza, nefastos a nação. Onde estão a ética, a vergonha o brio e o respeito por nós dignos cidadãos que através da árdua labuta diária vamos a busca do pão de cada dia? Perdeu-se através dos corredores palacianos, nos cochichos da barganha suja e enlameada cujo objetivo é sempre o mesmo se dar bem a qualquer custo, nem que seja com a falência dos princípios morais que regem uma sociedade civilizada, cujos valores como a honestidade e a verdade são pisoteados diariamente pelos sapatos bem engraxados dos senhores senadores e afins.



Elsy Myrian Pantoja

Imagem disponibilizada na Internet

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

E você me enviará um Anjo?

A Idiotice é Vital Para a Felicidade


A IDIOTICE É VITAL PARA A FELICIDADE
Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz!
A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado?
Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.
No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota!
Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você.
Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.
Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.
Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? Hahahahahahahahaha!...
Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana?
Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?
É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas.
E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?
Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.
Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.
Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu?
Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda!
Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Se lambuzar num delicioso sorvete e chupar os dedos!!!! Experimente!!!
Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável.
Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Tentar, tentativas sempre se tornam válidas!
Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.
Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e/ou ficar de fisionomia fechada transmitindo isso adiante ou sorrir...
Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!
"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios".
"Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche"
Arnaldo Jabor


Imagem disponibilizada na internet


Esse texto dedico a duas aves insanas que conheço rsrsrsrsrs

Para aquecer

quarta-feira, 19 de agosto de 2009


Algo estranho me acompanha hoje...


Tudo parece tão vazio e sem graça...


Dentro de mim, uma sensação incompreensível


parece que me arrancaram algum pedaço...


O que está acontecendo?...


É o que me pergunto a cada momento...


No rádio, uma música triste...


Uma lágrima vinda de algum lugar secreto, sem avisar percorre minha face e molha o teclado...


Meu pensamento acompanha a melodia triste e vôo para longe, para seus braços...


Flagro-me relembrando cada minuto em que estivemos juntos...


Como se pudesse te sentir por perto, mesmo que a distância nos separe...Só então pude entender o que faltava para o meu dia ser perfeito...VOCÊ...


A.D.


Quando lí esse poema estava pensando em você minha ave querida


Imagem disponibilizada na Internet

Sugestão do meu amigo Dante Marcucci

Homem Barrigudinho


SE VOCÊ ACABOU DE CONHECER um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pára tudo, chama a NASA e escute a voz da razão.

Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo tanquinho, fuja! Comece a correr agora mesmo, e só pare quando estiver a uma distância segura.Meninas, molecas, moçoilas, mulheres... prestem bem atenção: homem pra ser HOMEM MESMO, precisa o-bri-ga-to-ria-men-te ostentar uma barriguinha de chopp. Senão, não presta. E digo por quê: você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, no máximo é pra fazer graça pra turma.Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudinhos pedem pra beber? Elementar, meu caro Washington: suco de cevadis!! Você jamais os verá pedindo suco de frutas ou outras aberrações, e não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja: eles não sabem, não querem saber e não dão a mínima para essa reles informação.

Quando o assunto é comida então, os barrigudinhos também não deixam a desejar. Em circunstância alguma você irá ouvir um “ah, amor, Quarteirão é gostoso, mas você bem que podia provar uma McSalad com água de coco”. Néva!! Assim como 1+1 = 2, esses homens compreendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar (o que não te libera para chuchar uma caixa de bis inteira no leite moça a cada vez que ficar mal-humorada).Por último e não menos importante: homens barrigudinhos são extremamente confortáveis. Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois é essa a sensação de se deitar no peito de um rato de academia. Um horror!Gostoso mesmo é se encaixar no aconchego do ombro de um fofinho. Ah, isso sim é conforto! E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na lombar, fica sensacional!!Comece a reparar: os Zé Pancinha não são metidos, não são prepotentes, não querem ser donos do mundo e não têm xiliques a cada vez que se olham no espelho. No mesmo combo que trouxe aquela protuberância ventral, eles adquiriram o dom de conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. Sabem conversar, usar o olhar, o sorriso e todo seu charme peculiar a favor da arte da conquista.É por isso que eu digo, repito e tripito: os barrigudinhos podem ter preguiça de subir escada, descer para pegar a pizza e temperar uma salada. Mas sabem mesmo como fazer uma mulher feliz.

(texto adaptado do sincero relato de Carla Moura:
mulher, psicóloga e especialista em sexologia)

Imagem disponibilizada na Internet

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Quando prevalece a Coragem a Verdade vem a tona


Meus parabéns, rendo homenagem a uma mulher de garra, que teve a coragem de enfrentar a dona Dilma chefe da Casa Civil, a ex secretária da Receita federal Lina Maria Vieira, não se intimidou diante da CCJ ( Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) . Quem fala a verdade merece nossa admiração e respeito. Vendo o vídeo de seu depoimento, percebo a sua segurança diante da Comissão, voz firme e precisa, mesmo diante da tentativa de intimidação para que ela recuasse , mas impoluta continuou sua fala firme, sua frase foi de efeito quando disse “Não preciso de agenda para falar a verdade”. Espero que ela continue com essa postura até o fim, pois de cidadãos assim independente do cargo que ocupem do sexo enfim, que o Brasil necessita para mostrar como se fazem os arranjos nos bastidores do Poder. Continuando estendo minha crônica, prestando minha solidariedade as pacientes e vitimas do famigerado, monstro, tarado, safado e que não entendo como ficou tanto tempo no exercício da medicina já que tem essa falha de caráter. Salve!!! Uma das vitimas tendo a mesma coragem da Dra. Lina acima citada, denunciou o monstro e suas taras inqualificáveis, meu Deus não tenho nem como demonstrar minha indignação e revolta diante de tão torpe comportamento dessa coisa intitulada pela mídia o médico das estrelas. Roger Abdelmassih é acusado de abusar sexualmente de 56 pacientes, enquanto anestesiadas. Já está preso, e espero sinceramente que ele pague bem caro pelos traumas causados a suas vitimas.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem disponibilizada na Internet







32 anos sem a voz e a performance fantástica de Elvis Aaron Presley, na minha concepção independente do que fizeram com suas vidas, ídolos são ídolos e enquanto vivos nos proporcionaram momentos mágicos como no caso de Elvis. E como ele tantos outros sucumbiram diante da pressão de seu próprio poder criativo, temos o caso mais recente com a morte de Michael Jackson, ainda nesse mês de agosto lembramos tambem a perda prematura de outro cara genial na arte de compor e se impor diante da vida o maluco beleza eterno Raul Seixas. Acompanhando esse texto embora melancólico, deixo aqui o vídeo com o que seria o Canto do Cisne de Elvis, em algum momento de sua apresentação da pra ver o seu sorriso lindo que encantava a todos os seus fãs.
Elsy Myrian








sábado, 15 de agosto de 2009

Marcas de Amor


Marcas de amor não se apagam
Ficam marcadas na seda macia dos lençóis
Onde juntos embalamos nossos corpos
Em um vai e vem explosivo de emoções
Nossas almas se amam em sonhos
E os traços dessa intensa paixão
Vamos deixando em rastro de rabiscos
Mensagem e recadinhos apaixonados.
Não me importa como vens e o que tens
Os resquícios deixados pela volúpia de nosso querer intenso
Esse prazer que só eu e você podemos entender e saber.
Imensa é a alegria de sentir tua alma roçando a minha
Vem pra mim de que forma for e deixe o vestígio de sua presença
Abrasando inteiro meu corpo minha alma e meu coração.

Elsy Myrian Pantoja

Imagem disponibilizada na Internet

HOMEM DE COR...


HOMEM DE COR...
Poema Africano

Meus caros irmãos
Quando nasci eu era negro
Agora cresci e sou negro
Quando tomo sol fico negro
Quando estou com frio fico negro
Quando tenho medo fico negro
Quando estou doente fico negro
Quando morrer ficarei negro
E você homem branco,
Quando nasce é rosa
Quando cresce fica branco
Quando toma sol fica vermelho
Quando sente frio fica roxo
Quando sente medo fica verde
Quando está doente fica amarelo
Quando morre fica cinza
E ainda tem a "cara de pau" de me chamar de "homem de cor"?
TOMA VERGONHA!

Este texto foi postado no Blog Musica e Poesia por Noemia Hime
Imagem do google

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O Fascinio de Lucrécia Bórgia


Mulher danada de ruim, cruel mesmo, foi a tal da Lucrecia Bórgia, celebridade na época do Renascimento na Itália.
Filha de Roderigo Bórgia que viria torna-se o Papa Alexandre VI. Olha só o que a mocinha aprontava, era intrigante, assassina, devassa uma safada mesmo e ainda fornicava com os irmãos. Mandou pro além montes de maridos e usava um artifício bem ardiloso, o envenenamento, pozinho que ela guardava dentro do seu anel, vacilou, ela ia lá e pimba!!! Pozinho na bebida ou comida do sujeito e pronto mais um pro saco preto. Provas contra ela jamais foram encontradas porque alem de má era esperta e bem protegida. Era versada a menina, culta, cantava, dançava, conhecia poesia e falava em latim e grego fluentemente. Pasmem com treze anos já era uma ninfeta perigosa, se casou com essa idade, exercia um fascínio também entre seus irmãos que disputavam sua companhia a tapas, como era muito jovem o casamento não se consumou ficou virgem do marido por dois anos, mas só do marido, porque nas redondezas do palácio participava de verdadeiras orgias, foi acusada de manter relações não só com os irmãos, mas até com o próprio pai, a gravidez do primeiro filho foi um pandemônio, pois ninguém tinha certeza quem era o pai de fato, poderia ser qualquer um da família ou até os criados. César Bórgia tinha uma paixão doentia pela irmã e assassinou seu irmão e um criado por ciúmes. César Bórgia também reconheceu o filho de Lucrecia como seu. Que bagunça nessa família estou pasma, por ciúmes também, ele mata o segundo marido de Lucrecia. César Bórgia inspirou Maquiavel a escrever o livro “O Príncipe”.
Sob a acusação de luxúria, incesto, assassinatos e perversões sexuais, fratricídios, e uma doentia sede de poder, a família Bórgias participou dos piores episódios na historia Renascentista.
Lucrecia Bórgia morreu de parto do seu oitavo filho aos 39 anos de idade, no palácio da família após a reabertura do mesmo foram encontradas belas obras de artes entre eles um retrato de Lucrecia pintado por Pinturicchio com lindos cabelos caídos aos ombros.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem disponibilizada em pesquisa na internet

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

O Amor


O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de *dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pr'a saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..

Fernando Pessoa
Imagem google



terça-feira, 11 de agosto de 2009

Salve Santa Clara Padroeira das Artes

Santa Clara Clareou
e aqui quando chegar vai clarear.
Santa Clara Clareou
e aqui quando chegar vai clarear.
Os meus caminhos
Os meus caminhos.
Salve Santa Clara
Salve Santa Clara.
De manhã bem cedinho com despertar alegre
Do canto dos passarinhos.
Bonito como Deus gosta.
O sol nasceu para bem do amor.
Deixou tão sereno com seus raios solares
Cheio de esplendor.
Com toda beleza celestial
Em homenagem a Santa Clara.
Santa Clara!
Santa Clara Clareou
e aqui quando chegar vai clarear.
Santa Clara Clareou
e aqui quando chegar vai clarear.
Os meus caminhos
Os meus caminhos.
Salve Santa Clara
Salve Santa Clara.
De manhã bem cedinho com despertar alegre
Do canto dos passarinhos.
Bonito como Deus gosta.
O sol nasceu para bem do amor.
Deixou tão sereno com seus raios solares
Cheio de esplendor.
Com toda beleza celestial
Em homenagem a Santa Clara.
Santa Clara!
Santa Clara Clareou
e aqui quando chegar vai clarear.
Santa Clara Clareou
e aqui quando chegar vai clarear.

Resume sua vida em poema:



Sou um circo, sou palhaço
Sou franzino, mas sou forte
Qualquer dia me abraço
Numa peleja com a morte
Não temo o mal nem o bem
Sou um barco à deriva
Sou carro, cavalo, sou trem
Numa pista na corrida
Sou brabo, mas também vou devagar
Sou preto, sou índio, sou branco
Sou uma cascavel, se alguém vem me pisar
Aqui encerro o meu cantar
Já disse o que penso e faço
Amei, amo e quero amar
Sou um circo, sou palhaço.

(Everardo de Sena Popular cononé Vevé)
Pensamentos doMesmo:
  • “As tristezas são vencidas pelas alegrias”.
  • "Do curso superior revela que ainda está cursando na vida"
  • "O diploma do artista não é um canudo de papel, mas o reconhecimento popular”.
  • Pesquisas google texto e imagens

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Sonhando e Sonhando

A Águia e o Dramaturgo


Hoje fugindo um pouco de meus assuntos habituais, vou fazer uma abordagem bem amadora sobre o universo das aves de rapinas, injustamente assim chamadas, já que rapina é um termo proveniente de rapinagem o mesmo que roubo seguido de violência e não é esse o caso, pois as mesmas abatem a caça para alimentação como qualquer animal predador, estou aprendendo ultimamente algumas peculiaridades desses seres da natureza através da parceria de um Blog onde o tema primordial é sobre aves. Os Gaviões e Águias recebem a classificação de Falconídeos. Pesquisando para esse texto fiz uma descoberta interessante sobre uma espécie de águia egípcia que tem o porte de gavião, habitam o Mediterrâneo as suas margens e também as encontramos no Norte da África e a peculiaridade é que se alimentam basicamente de tartarugas, quelônios abundantes nas margens do Mediterrâneo, as presas são levadas nas garras das aves acima citadas e nas alturas são soltas com intuito de quebrar na chegada ao solo, facilitando assim a deglutição do alimento. Há na historia algo curioso, conta-se que Ésquilo filosofo grego 525 A.C a 456 A.C., em uma de suas divagações, talvez criando um de seus dramas teatrais, foi atingido na cabeça por um quelônio arremessado por uma águia egípcia que por ali perambulava preparando seu almoço, sem saber que o objeto de seu banquete viria causar a morte do grego dramaturgo. Bem pelas minhas pesquisas esse foi o único acidente registrado na historia da humanidade. O acaso infeliz interrompeu a carreira do maior autor da antiguidade, privando-nos de suas obras tão criativas.


Elsy Myrian Pantoja


Imagem disponibilizada no Google Imagem

domingo, 9 de agosto de 2009

Um dia sem você



Onde está o conforto de tuas mãos amiga

Quentes a segurar as minhas

Fostes e contigo levaste o fulgor de minha alma.

No redemoinho de minhas idéias vejo-te

Com as costas voltadas para mim.

Despida de afetos luto contra o breu da insônia

Enquanto o negror da madrugada cede lugar à manhã, trazendo o canto dos pássaros.

Como ficar sem teu colo amigo, diga-me

És cruel quando me negas alguns instantes fugazes que são teus

Mas que os tomo como meus

No afago do meu coração, agora um turbilhão de inquietações.

Transpassando como açoite o véu que agasalha a minha solidão.

Amanheceu, busco nas ruas frias e ainda orvalhadas, com minhas passadas lentas

Esquecer que passei um dia sem os beijos teus.

Elsy Myrian Pantoja

Imagem disponibilizada Google pesquisa

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Inquietude

Subitamente sinto frio, perdida entre pensamentos desencontrados que teimam em ir e vir, num torturar constante.
A alma recolhe-se timida sentindo falta da sua querendo encontrar a minha. Na amplitude do universo, busco respostas que nem os sábios podem explicar. Alma peregrina, a paz nunca foi a minha sina, companheiro dos meus temores o conflito envolve celere a minha quietude.
O vácuo incessante da loucura que transpassa toda lógica da razão clama no peito em agonia e dilacera o coração. Nas páginas amareladas do tempo leio grafado em sangue o que jamais deveria ter sido, destino insensato que me lançou nas vagas opressoras da tristeza infinda. Como recomeçar, se meus anseios longe estão, inatingiveis em outra dimensão, em vão apresso o passo da jornada para enfim alentar o espirito preso sem lume, buscando o balsamo conciliador onde enfim me dará o sono amigo e o descanso pra tanta melancolia.


Elsy Myrian Pantoja

Imagem disponibilizada na Internet

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Voar sem destino


Subitamente me dei conta, de que vale a pena sonhar!
Sonhos loucos, desvairados.
Na minha insanidade posso ser a fada ou a bruxa
A bela ou a fera, basta querer, basta sonhar.
Aceitar o seu amor, e lhe permitir também devanear.
Voaremos como pássaros libertos
Livres ao encontro das mais distantes montanhas
Bem alto será o nosso vôo
Não teremos destino nem rumo certo
Voaremos enquanto forças nas asas tivermos
Enfim cansados...poderemos em alguma nuvem pousar e amar.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

Ararinha sem ninho


Ave perdida, nas asas do vento....
Ararinha quase extinta, encolhida de dor
Onde está o meu amor?
Hoje me sinto um pardalzinho comum
Sem o lindo canto do sabiá...
Meu ninho, no escuro da noite
Não consigo encontrar.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

Uma singela homenagem a Gabriel Buchmann



Sem muito o que dizer desse grande e valoroso Brasileiro, que dedicou todo seu pouco tempo de vida terrena em causas humanitárias, ascendeu ao cósmico cumprindo sua missão. Economista com Doutorado em Economia da Pobreza na Universidade da California, essa é apenas uma pequena parte de seu currículo. Sua essência continuará entre nós, seu exemplo de Cidadão digno, soube honrar sua familia, sua patria seu País. Abaixo transcrevo seu poema preferido e uma foto sua, é minha forma de confortar e comungar esse momento triste com a familia, colegas e amigos.



Mas se Deus é as flores e as árvores

E os montes e sol e o luar,

Então acredito nele,

Então acredito nele a toda a hora,

E a minha vida é toda uma oração e uma missa,

E uma comunhão com os olhos e pelos ouvidos.

Mas se Deus é as árvores e as flores

E os montes e o luar e o sol,

Para que lhe chamo eu Deus?

Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar;

Porque, se ele se fez, para eu o ver,

Sol e luar e flores e árvores e montes,

Se ele me aparece como sendo árvores e montes

E luar e sol e flores,

É que ele quer que eu o conheça

Como árvores e montes e flores e luar e sol.

E por isso eu obedeço-lhe,

(Que mais sei eu de Deus que Deus de si próprio?).

Obedeço-lhe a viver, espontaneamente,

Como quem abre os olhos e vê,

E chamo-lhe luar e sol e flores e árvores e montes,

E amo-o sem pensar nele,

E penso-o vendo e ouvindo,

E ando com ele a toda a hora



FERNANDO PESSOA



quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Ócio a mãe de todos os males


Estes ultimos dias pra mim, tem sido uma correria sem fim no afã de cumprir meus prazos terminar tarefas já iniciadas. É prazeroso termos o tempo tomado por atividades, sejam elas por lazer ou compromisso profissional.

O ócio mina nossa alma, nossa mente desocupada cria e imagina fatos que não só destroem as nossas vidas como muitas vezes a vida de outrem, toda intriga, toda fofoca e afins, são ourindos de uma mente preguiçosa, inteligente em sua essencia, mas sem capacidade de fazer algo de útil por si e pelo próximo.

Mas sem exagerar na dose, trabalhar e bom mas o lazer seja que forma for, é saudavel e necessário em nossas relações humanas.

Aqui vai minha humilde sugestão, se gosta de internet, pesquise os Blogs e Sites, tem muita gente boa fazendo coisas úteis doando seu tempo pra ceder conhecimento a quem se interessar.

A leitura hábito saudavel que nos faz viajar sem sair do ambiente em que estamos.

Trabalhos sociais voluntários, esses já fiz bastante em asilos, creches e apesar de não ser de minha área, fazia pesquisas preparava palestras sobre o meio ambiente e ia nas escolas levar informações de como devemos preservar o espaço que ocupamos no planeta.

Enfim, com essas atividades e há varias que aqui não citei, jamais daremos espaço pra depressão e tristeza, ou nos preocuparmos com a vida pessoal de terceiros que a nós não interessa.

Elsy Myrian Pantoja

Imagem pesquisa de imagem Google

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Cárater e Reputação





"As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação.
A verdade em que você acredita determina seu caráter.
A reputação é o que acham que você é.
O caráter é o que você realmente é...
A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova.
O caráter é o que você tem quando vai embora...
A reputação é feita em um momento.
O caráter é construído em uma vida inteira...
A reputação torna você rico ou pobre.
O caráter torna você feliz ou infeliz...
A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura.
O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus...."

Arnaldo Jabor
Imagem pesquisa Google

Reflexao


  • Não tenha medo de errar, errar é humano e as pessoas que mais erram são as mais sábias pois é errando que se aprende e quem não arriscar nunca terá a chance de descobrir se daria certo ou não.
  • Não tenha vergonha de mudar de idéias pois o triste não é mudar de idéias , triste é não tê-las pra mudar.
  • .Saiba ouvir para poder entender as pessoasAbsorva um pouco de tudo o que ouvir e filtre somente as coisas que julgar importantes para construir suas próprias opiniões e até mesmo mudar quando julgar necessário pois as vezes nem tudo q pensamos que é certo poderá ser e qdo estiver errado saiba ser digno para admitir e se desculpar
  • Imagens e textos pesquisas google.

domingo, 2 de agosto de 2009

Dor na alma


A dor na alma é uma dor tão doída

Que só quem sentiu sabe queDor da alma não tem remédio

A não ser o tempo

Dor da alma não tem colo de mãe

Que de jeitoDor da alma

Dói pura e simplesmente e éUma dor lenta,Aguda e absurda

Que vai nos corroendo

E nos deixando em pedaços

E nos atira no chão de nós mesmos

Dor da alma

É uma dor que deixaUm nó na garganta

Que só desata quando

A dor vem pros olhos eSe transforma em lágrimas

A dor escorre lentamente por nossa face

Mas a alma continua machucada

E sentimos que a lavagem da alma foi apenas

Aparente

.Dor da alma é dorQue, quando se sente, na verdade nunca passa.É dor e pronto.

A Ingratidão


No extenso dicionário das mazelas humanas, a ingratidão ocupa lugar de destaque.

Na indiferença ante benefícios recebidos e nas ações que representam uma omissão diante de eventuais necessidades do benfeitor ou até mesmo venham a prejudicá-lo, temos flagrantes demonstrações do egoísmo humano.

Tudo isso está presente na mais execrável e comprometedora ingratidão: a dos filhos.

Impossível efetuar um levantamento completo dos benefícios que recebemos de nossos pais, particularmente na infância.

É preciso que tenhamos nossos próprios filhos para que possamos avaliar devidamente o assunto.

Não há sacrifícios em favor de alguém que se comparem aos da solicitude materna.

Começam pela gravidez, que altera algo extremamente importante para a mulher - a estética corporal -, impondo-lhe deformações das quais nunca se recuperará plenamente. Depois, as dores do parto, a insegurança diante do recém-nascido, as noites de vigília, a ciranda das fraldas e das mamadeiras, as angústias em face de enfermidades, as preocupações que se estenderão por toda a existência em relação ao bem-estar e à felicidade do filho...- Minha querida - diz experiente mulher a uma jovem em início de gestação - durma bastante, descanse, curta o prazer de cuidar de si mesma.

Faça tudo isso agora porque, quando seu filho nascer, nunca mais você terá uma noite de sono inteiramente tranqüilo, nem horas inteiramente suas. Sua vida não mais lhe pertencerá...Ao pai está reservada idêntica carga de cuidados, não tão envolvente e intensa, mas acrescida do compromisso de trazer para a família "o pão de cada dia".No entanto, para muitos casais idosos sobram, na velhice, um fundo de quintal, um asilo de luxo, um progressivo distanciamento.

Com a indefectível racionalização humana, a disfarçar o egoísmo, alegam os filhos problemas de convivência, conflito de gerações, caduquice dos velhos, com o que anestesiam a consciência. Esquecem-se de que os pais não fizeram o mesmo quando o "conflito de gerações" envolvia um casal às voltas com a "caduquice" de pirralhos iniciantes na arte de pensar.- Eu não pedi a meus pais para vir ao Mundo - justificam muitos ingratos.Ledo engano!No Plano Espiritual não só pedimos como, não raro, imploramos a casais em disponibilidade que nos dessem a oportunidade de um retorno às experiência humanas, reconhecendo-as indispensáveis à nossa edificação e à solução de problemas cármicos.

Mas há outro lado da questão.

Curioso observar como as mães mais ternas, mais virtuosas, nunca cobram dos filhos os benefícios que lhes prestam.

É que só podemos cobrar o que vendemos. A mãe não "vende" dedicação ao filho porque o faz por amor, que é, em sua manifestação mais pura, um ato de doação.

Esta é uma lição que deveríamos aprender com as mães, a fim de não reclamarmos quando os beneficiários de nossas iniciativas frustrarem nossas expectativas.

Quem cobra gratidão é mero vendedor de benefícios.Isto aplica-se a tudo o que fazemos em favor de alguém, no lar, na rua, no local de trabalho, na atividade religiosa, na vida social.

Os melindres, os desentendimentos, as decepções surgem quando cobramos amizade, respeito, compreensão, consideração, daqueles aos quais eventualmente tenhamos beneficiado.

Pomos a perder gratificantes oportunidades de servir porque vendemos muito e doamos pouco, no empório de nossas ações.

Quem se doa, em benefício de um filho, de um amigo, de um necessitado, jamais pensa em retribuição.

A recompensa está na própria doação, já que quando assim fazemos, assumimos nossa filiação divina, habilitando-nos a receber em plenitude de bênçãos de Deus, que não se perturba com os ingratos, nem deixa de atendê-los, porquanto, como ensina Jesus, "faz nascer o sol para bons e maus e descer a chuva sobre justos e injustos".

O que seria do Cristianismo se Jesus, magoado com a ingratidão dos homens, com a multidão que o insultara, com os amigos que o abandonaram, com os discípulos que se acovardaram, recusasse comparecer ao colégio apostólico, após a crucificação?E o que fez, diante dos companheiros assombrados com a gloriosa materialização? Revelou-se aborrecido? Criticou-os acremente?Nada disso!Jesus simplesmente saudou-os desejando-lhes paz, como nos dias venturosos do passado e, retirando-os do angustiante imobilismo, sedimentou para sempre, em seus corações, a disposição de trabalhar pela edificação do Reino de Deus.O Mestre demonstrou, em inúmeras circunstâncias, que, se o amor persevera, o ingrato acabará defrontando-se com a própria consciência, que lhe imporá irresistíveis impulsos de renovação.
Publicada por amo a poesia em Sábado, Junho 21, 2008
Autor

Imagens pesquisa Google

sábado, 1 de agosto de 2009

Se eu morrer antes de você


faça-me um favor:
Chore o quanto quiser,
mas não brigue com Deus
por Ele haver me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar,
não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem
algum fato a meu respeito,
ouça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo,
só porque morri,
mostre que eu tinha um pouco de santo,
mas estava longe
de ser o santo que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio,
mostre que eu talvez tivesse um pouco
de demônio, mas que a vida
inteira eu tentei ser bom e amigo.
Espero estar com Ele o suficiente para
continuar sendo útil a você, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever
alguma coisa sobre mim,
diga apenas uma frase:
- "Foi meu amigo,
acreditou em mim
e me quis mais perto de Deus!"
- Aí, então, derrame uma lágrima.
Eu não estarei presente para enxugá-la,
mas não faz mal.
Outros amigos farão isso no meu lugar.
E, vendo-me bem substituído,
irei cuidar de minha nova tarefa no céu.
Mas, de vez em quando,
dê uma espiadinha na direção de Deus.
Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz
vendo você olhar para Ele.
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai,
aí, sem nenhum véu a separar a gente,
vamos viver, em Deus,
a amizade que aqui nos preparou para Ele.
Você acredita nessas coisas?
Então ore para que nós vivamos
como quem sabe que vai morrer um dia,
e que morramos como
quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu
para mais perto da gente,
e se inaugura aqui mesmo o seu começo.
Mas, se eu morrer antes de você,
acho que não vou estranhar o céu...
"Ser seu amigo...
já é um pedaço dele..."
(Chico Xavier)

Imagem recantodasletras.uol.br

Amigos Do Coração




Algumas pessoas entram nas nossas vidas sem esperarmos. Assim aconteceu vocês na minha vida...
Markus um falcão, não conheço seu rosto, nunca ouvi sua voz, mas te sinto com o coração. Pessoa honesta, de fé, amigo sincero e leal. Um anjo-falcão guerreiro.
Elsy uma linda mulher, olhar profundo; mas que contém uma doçura imensa. Alma bondosa e espiritualizada, apesar das cicatrizes que carrega. Exemplo de mulher, decidida, lutadora, mãe, amiga, inteligente, escritora, sabe muito bem o que quer.
As letras, as palavras, os textos no uniram e deles nasceu um lindo sentimento de amizade.
Não nos conhecemos pessoalmente, mas sinto que de alguma forma estamos sintonizados e em harmonia.
Desejo todo bem do Universo a vocês e que Deus na sua infinita bondade cumpra os desejos dos seus corações.
Vocês são muito especiais para mim, são anjos, são amigos, são pessoas especiais que estarão sempre no meu coração. Amodoro vocês. Com carinho...Ione

Um afago recebido por uma amiga e irmã em comum, pessoas com almas iluminadas assim, nos dão animo e motivação pra seguir sempre adiante, obrigada querida amiga, pelo incentivo e palavra de carinho.Nós amamos você.
Elsy Myrian e Markus Falcão

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo