Seguidores

domingo, 2 de agosto de 2009

Dor na alma


A dor na alma é uma dor tão doída

Que só quem sentiu sabe queDor da alma não tem remédio

A não ser o tempo

Dor da alma não tem colo de mãe

Que de jeitoDor da alma

Dói pura e simplesmente e éUma dor lenta,Aguda e absurda

Que vai nos corroendo

E nos deixando em pedaços

E nos atira no chão de nós mesmos

Dor da alma

É uma dor que deixaUm nó na garganta

Que só desata quando

A dor vem pros olhos eSe transforma em lágrimas

A dor escorre lentamente por nossa face

Mas a alma continua machucada

E sentimos que a lavagem da alma foi apenas

Aparente

.Dor da alma é dorQue, quando se sente, na verdade nunca passa.É dor e pronto.

Um comentário:

  1. OI QUERIDO AMIGO MARKUS, O QUANTO ME HONRA ESTAR AQUI ATRAVÉS DE UM FRAGMENTO MEU EM TEU MARAVILHOSO BLOG, FICO ENCANTADA CADA VEZ QUE VENHO AQUI E LEIO COISAS TÃO MARAVILHOSAS...COM CERTEZA É UM DOS MEUS CANTINHOS PREFERIDOS
    TODA PAZ PRA TI NESSE DIA

    ResponderExcluir

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo