Seguidores

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

A sensibilidade dos pássaros

Tenho vários amigos, que apreciam aves e pássaros, como também tenho os que gostam de cães e gatos, os animais domésticos ou não muitas vezes chegam a ser superiores a nós seres ditos racionais, haja vista as últimas notas na imprensa, mães que matam suas crias, médicos que violentam seus pacientes, políticos que matam uma nação inteira de desgosto e vergonha, por exemplo, o Sarney e sua quadrilha. Mas voltando as aves, ultimamente um amigo querido me colocou um apelido carinhoso, ararinha, isso depois de me ver cantar num fim de tarde de sexta-feira tomando um chopp gelado. Em nossos diálogos ficamos comparando as aves com os homens, ele me diz então que as aves têm visão privilegiada enxergam de cima bem acima de tudo, planam nas alturas, são como anjos, vêem alem dos olhos humanos que não alcançam ou não conseguem captar a beleza e a simplicidade da vida e ressalta, os animais só matam pra comer, amam e como amam, embelezam o cenário da natureza ao contrário do homem que emporcalha e destroi o ambiente em que vive , fico extasiada com o carinho e percepção que ele tem pelos seres alados. Estou aprendendo muito, gosto de vê-los na natureza, pois como diz o meu amigo acima citado, pássaro na gaiola não canta lamenta.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem disponibilizada na internet

Um comentário:

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo