Seguidores

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Me procure nas ondas do Mar



 


 
 
 
 
Já não sou daqui, se um dia quiser me achar, me procure nas ondas do mar
É la que vou estar, vou estar entre conchas, vou ser pérola cintilante nas águas agitadas, vou ser coral, ser areia, quem sabe sereia.
Já não sou desse lugar, estou situada em teus sonhos, no vento impetuoso no teu rosto, na cachoeira que limpa tua aura, estarei nas nuvens, arco íris eu sou.
Já não vivo essa realidade cruel, 
sou pássaro inquieto, não vivo mais de afetos, amarras falsas, dependência disfarçada, sou vida.
Não sou desse chão, meu mundo é de estrelas, céu iluminado, testemunha de amores.
Não faço mais planos, sou água desse rio, que tem destino certeiro, sou folha leve
guiada pelo vento.
Meu destino é seguro, minha forma já não importa, se sou chave ou porta não faz diferença, sou espírito que explode em satisfação.
Sou amor, amarras não!
Céu Elsyane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo