Seguidores

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

SAUDADES SEM FIM





Descobri que a dor de perder um filho não abranda, não
tem fim, não vira a bendita saudade...
Descobri que não é possível fingir ser feliz...
Descobri que a vida continua mas não a sua. Sua vida acaba
no exato momento em que seu filho se foi.......
Você acorda, anda, come, fala, sorri, chora, mas em seu interior
já não existe mais nada...
Quem perde um filho descobre que vive de passado do que foi, e
pouco importa o futuro, porque o que tinha que ser já não é mais.
E você ficou aqui, presa entre dois mundos nessa saudade sem fim !!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo