Seguidores

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Corpus Christi


Corpus Christi (expressão latina que significa Corpo de Cristo) é uma festa que celebra a presença real e substancial de Cristo na Eucaristia.É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma festa de 'preceito', isto é, para os católicos é de comparecimento obrigatório participar da Missa neste dia, na forma estabelecida pela Conferência Episcopal do país respectivo.

A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico (cân. 944) que determina ao Bispo diocesano que a providencie, onde for possível, "para testemunhar publicamente a veneração para com a santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo." É recomendado que nestas datas, a não ser por causa grave e urgente, não se ausente da diocese o Bispo (cân. 395).

A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes.

A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse: ‘Este é o meu corpo…isto é o meu sangue… fazei isto em memória de mim’. Porque a Eucaristia foi celebrada pela 1ª vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade. Corpus Christi é celebrado 60 dias ápos a páscoa.

 

Um comentário:

  1. ELSY,

    apesar de tardiamente,afastado da data, mas creia,junto e muito próximo da minha alegria em poder falar do Cristo de Nazaré, reverencio sua lembrança por este belo texto: Corpus Christi.

    Este ser iluminado, que efetivamente, mudou a paisagem comportamental dos homens sobre a Terra.

    Seus ensinamentos fizeram viscejar em todo o mundo, pomares de esperança e fé, pela semente por Ele plantada e que começa no ensinamento maior: ama a teu próximo como a ti mesmo.

    É verdade que, neste pomar ainda existe muita vegetação predatória e daninha.

    Vegetação rasteira e indesejável que impede o pleno desenvolvimento das frondosas árvores frutiferas do bom senso e da inteligência humana de viver mais consoante com as suas sábias orientações.

    Ainda estamos é verdade, vivendo neste planeta de provas e expiações , MOMENTOS de evidentes barbáries.

    Guerra , fome, injustiças sociais,devassidão de costumes, destruição irresponsável do meio ambiente, são alguns aspectos aviltantes neste difícil e lento processo da renovação interna de cada um de nós.

    Continuemos, no entanto, a praticarmos o ato simbólico de nos alimentar do seu corpo e do seu sangue na celebração da eucaristia e seguirmos seus exemplos, no cotidiano de nossas vidas.

    E principalmente, termos fé no Cristo que vive dentro de cada um de nós , e não naquele dilacerado e pregado no madeiro pelos fariseus.

    Aquele simbolo estático é somente histórico, pois, o que deve prevalecer, o verdadeiro é este Cristo vivo.

    Este é dinâmico e atua todo tempo a nosso lado.

    E tal como relatado em "Pegadas na areia", quando pensamos que Ele nos abandonou, muito pelo contrário, é nessa hora que nos leva no seu colo, caminhando por nós, apontando o caminho mas, permitindo, no entanto, que nossa consciência e livre arbítrio determinem o quanto, Nele temos fé!

    Assim creio!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo