Seguidores

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Liberdade e Respeito pelas Opções




Cotidianamente somos confrontados com circunstancias que nos obrigam a fazer opções de escolha, algumas não são tão complicadas tendo em vista ser de cunho pessoal, outras, no entanto nos trazem implicações sérias como, por exemplo, o Direito de Escolher o Candidato que se coaduna com nossos ideais e perspectivas de vida. Em momento algum denegrir, excluir ou criei atrito com parentes, amigos etc... Por seus direcionamentos políticos, mas no meu caso tenho sofrido algumas retaliações, mas isso não me intimida, conheço os meandros da política há quase 25 anos é o tempo que trabalho dentro do Poder Legislativo e posso respaldar minhas opiniões baseadas em um histórico de experiências vivenciadas junto aos “nobres” Edis. Conheço todas as manhas, o processo exaustivo de uma campanha e os milhões que são gastos nas mesmas. De uma coisa me orgulho jamais me abstive de hastear a bandeira daquilo que acho justo e coerente, volto no tempo e me vejo ainda mocinha redigindo os famosos “pasquim” e depois passávamos madrugada adentro colocando embaixo das portas e deixando em lugares estratégicos convocando o povo a pressionar e aumentar as agregações pela volta dos exilados, já corri da policia algumas vezes nessa época, mas tudo acabava numa bela farra quando víamos a nossa missão cumprida. Fui cara pintada na época do Collor e aqui na minha comarca não agi diferente, mesmo sendo funcionária de carreira, dependendo das minhas gratificações para ter um salário digno, nunca tive medo de perdê-las,  o importante pra mim é deixar um biografia limpa e exemplar aos meus filhos. Hoje novamente engajada na campanha para a presidência do país, mais uma vez comprei a briga, porque cansei das imundícies que rolaram no planalto em todos os três poderes durante o governo Lula, minhas crônicas anteriores são testemunhas do quanto berrei, clamei até a exaustão por justiça e hombridade daqueles que foram eleitos para governar, mas que fizeram do gabinete do Presidente e suas ramificações, a Casa da Mãe Joana. Por tudo isso o meu voto é do José Serra, pelo menos mesmo exilado e sofrendo as mesmas perseguições, nunca foi tão frio como a  candidata Dilma Roussef cujo histórico político é oco, a oratória é péssima e o passado duvidoso. Sua barganha com candidatos que enlamearam este país é de fazer vergonha e causar repulsa. Quer dizer que vale tudo para um partido se manter no poder ? No caso o PT, não acredito que deva ser assim. Espero que a sensatez e a lucidez do povo brasileiro prevaleça nesse momento tão importante de nosso história. 

Elsy Myrian Pantoja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo