Seguidores

terça-feira, 8 de março de 2011

Limiar




No limiar da noite
Um desabrochar perfumado
Preenchendo o ar de olores
Deixando-me deslumbrado

No limiar de uma era
Mudanças e transmutações
Tempos de paz sem mais guerras
Amor puro nos corações

No limiar de uma vida
Nascedoura  esperança
Todas as bênçãos divinas
Iluminando a criança

No limiar desse amor
Uniram-se dois corações
Cúmplices no companheirismo
E perpetuados na paixão

Jonas Rogerio Sanches & Elsy Myrian Pantoja

2 comentários:

  1. Boa tarde, Elsy.

    Belo, o seu poema!

    Um grande abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, Elsy.

    É lindo, o seu poema!

    Um grande abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo