Seguidores

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Coração de poeta



Coração de poeta é frágil, usa a emoção ao invés da razão, romanceamos tudo e em todos vemos só o amor em suas várias vertentes, amor que liberta... Amor que edifica... Amor que eleva... Amor que arrebata e nos priva os sentidos.
Mas há momentos em que esse amor não é dignificado por quem recebe, é ai que o coração do poeta e dos românticos se parte em mil pedaços, pois o amor que aniquila e destrói é fatal para um coração apaixonado. Então ele simplesmente se recusa a bater, recua e chora, sim são lágrimas advindas de uma alma atormentada que se entregou a uma mascara um fantasma. Mas o poeta com sua sensibilidade sutil,  extravasa sua dor em versos, palavras e sem demoras está pronto pra amar novamente.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

Um comentário:

  1. Poeta quando ama usa seu amor para cantar versos e prosas.Quando sente dor mais prosas e versos.Energia da alma ferida,mas nao adormecida.Gostei de teu blogue quando tiver pronto meu volto botar links.beijos

    ResponderExcluir

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo