Seguidores

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Embriagada de paixão



Levantei da cama ainda embriagada pela noite de amor que nos consumiu
Na boca sinto o gosto do vinho saboroso que em teu corpo tomei
Vejo-te no banho... Fico admirando a água morna escorrer em tua nudez
Noto seriedade nos teus movimentos diante do espelho
Arrumando os cabelos que ainda pouco desalinhei
Na minha ânsia alucinada de amar.
Nesse instante teu olhar me alcança
E me arrepio toda de desejo
Querendo ser possuída novamente
Então nos braços me levanta
E me amas com a fúria da libido
Que aticei com meu cheiro de fêmea
E me entrego ao clímax loucamente.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem pesquisa Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo