Seguidores

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Meu barco a deriva



Lágrimas me vêm aos olhos
Em meio ao caos
Estou me sentindo muito só
Cansaço da alma
Detona o corpo e perturba o juízo
No momento estou em mar revolto
Meu barco está à deriva
Preciso de um porto
De um corpo de um afago


Elsy Myrian Pantoja 
Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo