Seguidores

sábado, 17 de outubro de 2009

Sopre as magoas ao vento



Ame-se e muito, só assim conseguirá ser amado também, sopre as cinzas das magoas e ressentimentos pela janela, guardar rancor e remoer o ódio envenena o coração e faz adoecer o corpo e a alma. Além do mais afasta as pessoas de seu convívio, ninguém suporta a amargura de uma pessoal mal amada, invejosa e lamurienta. Então jogue todos esses sentimentos ruins ao vento, e tenha a certeza que você só colherá a brisa plácida do amor do seu próximo. O vento leva pra bem longe tudo de ruim e as transforma em poemas através de seus sussurros.




Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo