Seguidores

sexta-feira, 24 de julho de 2009


Na beira do rio
Dia de sol
Madalena morena suada, molhada
Eu olho aquela cena
Que pena...é muito pra mim.
Uma pele que chama
Em chamas me vejo perdido
Já tem dias que fico assim
E Madalena nem liga
Faz pouco de mim
Quando ela anda é dança
Que corpo perfeito
Tenha dó morena
Meu coração é ingrato
Jã não me obedece
Que destino vou ter assim?

Céu Elsyane

Imagem pesquisa Google

Um comentário:

  1. Parabens poetisa que Deus ilumine seu Dom de passar tao nobres sentimentos.Bjus,e continue em seu proposito.Seja feliz tambem

    ResponderExcluir

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo