Seguidores

quinta-feira, 23 de julho de 2009

O Falcão







O vôo assustador e a agressividade natural do falcão deram a ele uma posição especial no culto. Nas pirâmides repousam imagens de falcões e na linguagem escrita em geral esta palavra é determinante do simbolismo Deus. Como um Rei do Ar, o falcão se tornou um animal sagrado do Rei dos Deuses, Horus, e também o símbolo divino do reinado do Falcão. Estátuas usando a dupla coroa, como o grande exemplo de granito no templo de Horus em Edfu, são as demonstrações desta idéia.



Horus era o Deus do céu que protegia a terra com suas asas. Havia outros deuses Falcão como ele: Morth o Deus da Guerra que usava a coroa de plumagem dupla. O Deus do sol Re que usava o disco solar em sua cabeça, e o Deus mortuário, Sokar.



Hator era freqüentemente caracterizado como um falcão feminino, juntamente com Horus, deuses do céu. Nas pirâmides a ascensão de um novo Rei era representada pelo vôo do falcão. O pássaro Ba, símbolo da alma era geralmente demonstrado na forma de um falcão. Nos últimos períodos de mumificação de objetos mortuários ou da múmia em si, freqüentemente havia uma máscara de falcão, como o sarcófago de prata do Faraó Sheskmon II de Tanis no Museu do Cairo.

Texto e Imagem de Pesquisa Internet



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo