Seguidores

sábado, 13 de junho de 2009

Santo Antonio no cancioneiro popular


Santo Antônio disse missa,
São João virô missá;
São Pedro saiu na porta:
Quem quisé venha beijá.
(Taubaté)

Santo Antônio da Cachoeira
Foi serrado com serrote;
Muié tem força na língua
Como boi tem no cangote.
(Amparo)

Valei-me, Nossa Senhora,
Santo Antônio de Nazaré:
A vaca mansa dá leite
E a braba dá quando qué.
(São José do Rio Pardo)

Fui no mato buscar lenha,
Santo Antônio me chamô:
Quando o santo chama a gente,
Que fará os pescadô! [2]
(Casa Branca)

Notas análogas e mesmo iguais nos depara o cancioneiro português:

Santo Antônio me acenou
De cima do seu altar;
Olha o maroto do santo,
Que também quer namorar!

Minha avó tem lá em casa
Um Santo Antônio velhinho;
Em as moças não me querendo,
Dou pancada no santinho.

São Francisco é meu pai,
Santo Antônio meu irmão,
Os anjos são meus parentes,
- Oh que linda geração! [3]

O’ moças, andem ligeiras,
Vão pedir a Santo Antônio
Que as ponha todas em linha
No livro do matrimônio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo