Seguidores

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Tolerância



È comum nos dias de atuais, a falta de paciência com tudo, o tempo é curto e vivemos assoberbados de compromissos e quando surgem os imprevistos, temos que fazer um esforço enorme para não perdermos a classe e a compostura. Por exemplo, tem coisa mais estressante que fila de banco, ela não anda, o tempo é curto e o caixa parece fazer de propósito quando nota nossa irritação crescente, afinal não temos o dia todo pra ficarmos ali plantados esperando sabe Deus quando, seremos atendidos, e continue Deus ao nosso lado pra segurar a impaciência, pois se por acaso precisarmos de um atendimento médico nos Postos de Saúde do governo aí complica mesmo, visto que, se estamos doentes ou com algum familiar necessitando de cuidados, não faz o menor sentido permanecer horas intermináveis esperando por uma prestação de serviço que deveria ser imediata ou no mínimo no menor tempo possível de espera, enfim, diante de tantas dificuldades inerentes ao nosso dia a dia, a tendência e ficarmos intolerantes com as causa menores, problemas mínimos e de fácil solução, tomam uma dimensão colossal e haja impropérios pra cima de quem não tem nada a ver com nossa irritabilidade diante dos fatos, alguns deles, citados acima.
A nossa rotina diária é feita desses pequenos desafios, e o exercício da tolerância tem que ser praticado incessantemente, pois corremos o risco de nos tornamos pessoas estressadas, explosivas e mal humoradas. Não quero dizer com isso, que devemos aceitar todas as situações desagradáveis de bom grado, mas há formas de resolvermos os contra tempos de maneira elegante e civilizada, desnecessário dizer que, cuspir maribondos no primeiro que aparece a nossa frente e que geralmente não tem nada a ver só vai tornar nosso dia pior.
A calma diante de imprevistos nos leva as soluções sensatas, sem que fiquem rastros de mágoas, grosserias, zangas ou ate mal entendidos.

Elsy Myrian Pantoja
Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poemas de vários autores - Trabalho Primoroso da Poetisa Luna de Primo